SANDI BART | O Popular do Paraná
Home / Colunas / SANDI BART

SANDI BART

Sandi Bart é colunista de O Popular

O Vestido Laranja

“Vamos matar aula e ir até a casa de um amigo meu que toca violão”, disse meu amigo que tocava violão. Não precisou convidar duas vezes. Poucas horas depois, estava formada minha primeira banda, das tantas que se seguiriam ao ...

Leia Mais »

Patrícia

Da casa do meu amigo, no CSU, tínhamos que ir até o Tupy, na casa dessa menina que gostava de política e queria montar um Grêmio Estudantil na escola dela. Aquilo nos interessava por várias razões, e como éramos jovens, ...

Leia Mais »

Senhor prefeito

Outro dia eu cheguei tarde em Araucária, já escuro, e estava indo direto ao Pronto Atendimento Infantil, um bebê muito amado por mim estava passando mal e eu fui me colocar à disposição da família, caso fosse necessário. Geralmente quando ...

Leia Mais »

A ameaça

O casal está escondido dentro de casa. A mulher, colada à parede, se esgueira para tentar enxergar pela janela sem que possa ser vista lá de fora. O marido procura algo que possa ser usado como arma em caso de ...

Leia Mais »

O par na quadrilha

Em algum canto na casa de meus pais ainda existem as fotos da primeira vez que participei de uma quadrilha de festa junina, aos cinco anos. Como eu não sabia ainda que eu teria uma grande decepção, eu estava feliz ...

Leia Mais »

Amigo secreto

Quando abri o bilhete e vi o nome dela eu soube que o destino estava a meu favor. Ser o amigo secreto da menina que eu gostava, colega de catequese, seria a chance perfeita de demonstrar a ela meus sentimentos, ...

Leia Mais »

Meu primeiro casamento

Não vou dizer que eu não gostava de Bianca. Eu gostava. E já vinha admirando sua beleza e encanto há algum tempo quando ela tomou uma atitude. Provavelmente ela sabia dos meus sentimentos, os quais provavelmente eram recíprocos, quando me ...

Leia Mais »

Costelinha de porco

– Tenho más notícias. Seus exames indicam que seu estado é irreversível. Eu diria que o senhor tem mais uns setenta dias de vida. Não deve ter sido fácil escutar isso. Meio choroso, o senhor de 60 anos voltou para ...

Leia Mais »

Silêncio

Conto ao médico que já tem alguns meses que parei de fumar mas que passei a sentir um incômodo na garganta, como se eu tivesse engolido algo que ficou parado ali no meio do caminho. O médico, muito tecnicamente, chama ...

Leia Mais »

Deus e os dinossauros

O sujeito acordou a esposa e disse que Deus apareceu em seu sonho e deu a ele uma missão. Ou melhor, uma dica de empreendedorismo. Ele devia vender sua pequena empresa e seu carro e ficar apenas com a casa. ...

Leia Mais »

Bingo

Chegamos um pouco atrasados ao bingo e perdemos de concorrer aos primeiros prêmios. Compro duas cartelas. Meu pai e minha mãe, ambos mais plenos de fé, compram três. No microfone, a Voz Clássica Que Coordena Todos Os Bingos comanda o ...

Leia Mais »

A cirurgia

A avó, sentada no sofá da sala, vendo TV, reparou que a neta tinha uma expressão estranha no rosto quando passou pela terceira vez em silêncio rumo ao quarto, claramente tentando não levantar suspeitas. A avó sabia que se a ...

Leia Mais »

Chuva

É domingo – mas está chovendo. Não posso sair para brincar na rua e também não tenho nenhuma ideia de brincadeira dentro de casa. Vou até a janela e fico olhando para a chuva: talvez para saber se ela vai ...

Leia Mais »

O pintinho

Meu tio do interior cuidava de um aviário no sítio dele. De tempo em tempo um pessoal ia lá e enchia o aviário de pintinhos novinhos, amarelos, coisa mais linda. Havia outros animais também – porcos, vacas, cachorros, peixes. Eventualmente ...

Leia Mais »

Briga de vizinhas

Eu tinha planejado escrever uma história esta semana que nada tem a ver com nenhuma briga entre vizinhos, uma história tão absurda que as pessoas iam desconfiar que eu inventei. Era sobre uma situação em que um sujeito estava querendo ...

Leia Mais »

O assalto

Estou conversando com meu amigo que trabalha no mercadinho do bairro. É costume no nosso grupo usar o estabelecimento como ponto de encontro: quase todos são desempregados, exceto o filho do dono do mercado, nosso amigo, e é por isso ...

Leia Mais »

O batismo

Ele estava realmente animado: era o dia em que participaria de um ritual na igreja em que as pessoas costumavam sentir o toque divino. Desde muito cedo ele acompa­nhava essas sessões em que outros, mais velhos, passavam por isso. E ...

Leia Mais »

O toca-discos

Já era tarde, passava de meia-noite (para uma terça-feira era tarde), os copos sobre a mesa já estavam indecisos se aceitavam ou não mais álcool, quando ele chegou, muito feliz, muito rico e muito bêbado. Pensei, por seu tom de ...

Leia Mais »

O velório

Ela desce do carro quase desmaiando, inconsolável pela perda do grande amigo. As pessoas na entrada da capela olham para ela imaginando que devia ser muito próxima do morto, pela cena. Ela precisa ser amparada para entrar no local onde ...

Leia Mais »

A serenata

O rapaz se apaixonou pela moça. Começaram a namorar. Terminaram. Voltaram. Noivaram. Terminaram novamente. Estavam nessa enrolação de vai-e-volta quando o rapaz apareceu para mim e para meu colega de música e nos contratou para fazer uma serenata para a ...

Leia Mais »

As putas do Santa Regina

Era meu primeiro emprego e eu fazia de tudo na frutaria recém aberta no bairro: desde buscar os produtos na Ceasa ainda de madrugada até a entrega das compras na casa dos clientes com uma bicicleta cargueira. Os dias eram ...

Leia Mais »

O aposentado

O aposentado está sentado no banco da praça, com um ar cansado mas tranquilo. Distribui grãos de tom levemente alaranjado às pombas. Uma brisa lhe bagunça o cabelo branco e escasso, ele levanta a cabeça. Esse vento é novo, pensa. ...

Leia Mais »

Travessa 21

São aproximadamente duas horas da tarde quando eu entro na Travessa 21 – uma rua tão abandonada que nem sequer recebeu outro nome. As demais travessas já foram todas batizadas, mas a de número 21 ainda mantém o nome provisório. ...

Leia Mais »

Uma noite ímpar

I. Da introdução Quando um bar está muito cheio, normalmente as pessoas esperam um pouco até liberar uma mesa. Não demoraria demais, não havia muita gente de pé. Mesmo assim, o segundo bar tinha uns amigos chamando a gente. II. ...

Leia Mais »

Rael

Bato à porta de forma ritmada e imagino que na sala, entre brinquedos coloridos e pequenos instrumentos musicais (entre eles uma lata de leite que se tornou uma bateria) está Rael, descobrindo a cada segundo um milhão de novas coisas. ...

Leia Mais »

A melhor ligação do telemarketing

Quanto o senhor gasta por mês com seu plano atual de telefone?, pergunta a simpática moça que me liga de um número privado. Acho estranho receber essa pergunta assim, tão diretamente. Respondo que não costumo compartilhar informações sobre minhas finanças ...

Leia Mais »

O Sapo

Foi por volta de 1993. A casa em que eu morava tinha um matagal nos fundos onde as crianças brincavam. Eventualmente alguém pisava num prego ou arrancava uma unha, e ainda assim os tempos não eram tão perigosos. As brincadeiras ...

Leia Mais »