Cresce o número de participantes de AirSoft em Araucária | O Popular do Paraná
Home / Notícias / Esporte / Cresce o número de participantes de AirSoft em Araucária

Cresce o número de participantes de AirSoft em Araucária

Equipe OEA conta com 24 participantes, 11 deles são de Araucária

 

Você já ouviu falar em airsoft? A prática vem atraindo muita gente. O airsoft é um jogo onde os competidores, ou operadores como são chamados, participam de simulações de operações militares e situações de combate com armas de projéteis não letais. É praticado em ambientes fechados ou ao ar livre em áreas de grande extensão.

Em Araucária o esporte está ganhando espaço. O grupo de Operações Especiais AirSoft (OEA) tem 24 integrantes, onze deles são araucarienses. O líder da equipe Felipe Vetti, conta como surgiu a ideia. “Nosso grupo é formado por colegas de trabalho que não se identificavam com outros esportes como futebol, vôlei, e que queriam sair do sedentarismo. Já conhecia o airsoft e sugeri a eles irmos até um campo para que eles pudessem conhecer”, conta. De lá pra cá já se passaram dois anos e o OEA passou de uma brincadeira para uma prática esportiva.

A equipe atualmente se reú­ne aos finais de semana para participar de operações, que são os jogos em campos abertos. Para fazer parte do grupo é necessário fazer alguns cursos para ter noção de como se comportar dentro do campo. “O airsoft rapidamente vira um vício para quem inicia no esporte, ele desperta o instinto de caça do ser humano. Temos como princípios a honra e a lealdade. Quem pratica logo incorpora um verdadeiro espírito de guerreiro”, afirmou Vetti.

Em Araucária, os treinamentos são feitos em dois locais na Chácara Campestre e em um barracão abandonado próximo ao Terminal Angélica. O OEA faz duas vezes ao ano uma operação para iniciantes que querem conhecer o esporte é a “Operação Seja Bem Vindo”. “Muita gente tem curiosidade e quer saber como funciona o airsoft, que é diferente do paintbal, quer ter a oportunidade de atirar, então proporcionamos a essas pessoas esta chance.

É um esporte muito legal que leva princípios para o dia-a-dia”, conta Felipe.
Para quem quer virar um operador de airsoft é necessário a aquisição de uma arma. O valor varia de R$ 600 até R$ 5 mil. Para os iniciantes que queiram participar de jogos abertos, o custo médio da locação de um equipamento varia de R$ 70,00 a R$ 90,00 por duas ou três horas de jogo.

Estilos de jogos

Estande de Tiro: Operador alveja um alvo (normalmente de papel) a uma distância.

Four Fun: Jogo entre operadores no estilo mata a mata, normalmente praticados pelos iniciantes. Neste estilo é separado duas equipes onde uma deve dominar uma área, resgatar algum objeto ou defender um refém.

MilSim (Simulação Militar): Estilo onde operadores tem sua munição controlada, os objetivos são específicos, existe controle para mortes e normalmente existe um tempo para a conclusão das missões.

AirSoft no Brasil

No Brasil, o Airsoft começou a ser divulgado em 2003. Em 2007 o exército legalizou o airsoft como prática esportiva. Uma regulamentação passou a exigir que as armas de pressão de airsoft tenham a extremidade pintada de laranja ou vermelho vivo para diferenciá-las das armas de fogo e também que o operador tenha nota fiscal de compra.

A aquisição das armas pode ser feita por pessoas maiores de 18 anos em lojas autorizadas pelo Exército. Para armas a gás é exigido um registro adicional do comprador perante o Exército, chamado de “CR” (certificado de registro).

Foto: divulgação

 

Publicado na edição 1094 – 04/01/2018

Sobre Redação

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO

Seu endereço de email não será publicado. Os campos requiridos são marcados com *

*