Home / Notícias / Esporte / Projeto Capoeira Show tem revelado muitos talentos

Projeto Capoeira Show tem revelado muitos talentos


Alunos, com seus golpes perfeitos, estão conquistando fãs. Foto: Everson Santos

 

A Associação Cultural Desportiva Capoeira Show Araucária, que funciona no bairro Costeira, está conquistando fãs nas redes sociais. Vídeos com performances de alunos do projeto estão bombando no Instagram e no Facebook, um deles até já atingiu a marca de mais de 90 mil visualizações, outros possuem milhares de curtidas, compartilhamentos e comentários. Mas a que se atribui todo esse sucesso? Segundo o criador do projeto, contramestre Canarinho, o aprendizado e a dedicação dos alunos foram essenciais para este reconhecimento por parte do público.

O projeto social que oferece aulas gratuitas da modalidade, foi criado em 2005, e atualmente conta com 300 participantes. São crianças e jovens que, a partir do esforço dedicado às aulas, estão se sobressaindo nas apresentações e competições que participam. Todos os alunos merecem destaque, mas alguns deles estão de parabéns, como o João Vitor Kukla (17 anos), Kimberly Gabriela Ortiz de Souza (22), Victor Mariano Taborda (9), Pedro Lucas Moreira de Melo (8), Cauany de Almeida Freire (15), Eduarda Midori Hartmann Okabayashi (14), Gabrielle Paulini de Oliveira (17) e William Mateus Azevedo Dias (16).

Dificuldades

Mas engana-se quem acha que o Capoeira Show consegue se manter apenas com elogios e tapinhas nas costas. As dificuldades que enfrenta para manter o trabalho, principalmente em tempos de crise, são muitas. “As aulas são gratuitas, não queremos cobrar dos alunos, mesmo porque, isso iria contra o foco principal do projeto, de atender pessoas vindas de classes de baixa renda, moradoras de regiões vulneráveis, que enfrentam graves problemas sociais”, argumentou Canarinho.

O Grupo possui um Centro de Treinamento improvisado no bairro Costeira, onde as despesas com manutenção e o suporte para eventuais necessidades dos alunos dependem exclusivamente de alguns poucos patrocínios e de pequenas contribuições voluntárias. O projeto também tem parceria com duas escolas municipais, onde leva aulas de capoeira para os alunos. “Não temos a estrutura ideal para manter os trabalhos em andamento, porém, tentamos conduzir as aulas dentro dos recursos que dispomos, porque não queremos que este trabalho acabe, já que tem cumprido seu papel social, e também já conquistou um público”, lamentou Canarinho.

Mais objetivos

Também estão entre os objetivos do projeto incentivar a recuperação de valores culturais, sociais, educacionais e artísticos, empregando-os no propósito de socialização, formação, inclusão e profissionalização dos beneficiados pelo projeto; preservar e difundir a cultura afro-brasileira, por meio dos ensinamentos de uma de suas mais populares expressões, a capoeira; informar e promover a conscientização popular, quanto aos problemas enfrentados por crianças que não têm acesso aos recursos básicos de sobrevivência e vida decente, por meio de palestras citadas; incentivo da participação do jovem nas manifestações culturais; e desenvolvimento da formação de crianças, jovens e adultos, possibilitando uma formação cultural mais ampla por meio de espetáculos.

O projeto também utiliza movimentos complexos, que melhoram a habilidade, trabalhando o equilíbrio e a coordenação motora ampla do indivíduo. É uma manifestação cultural brasileira e devido a todas as suas características, auxilia na construção da inteligência e do comportamento do homem. Possui como atividade eixo a prática da capoeira, e agrega ainda outros assuntos como a importância de Deus em nossas vidas; palestras sobre prevenções de drogas, sexualidade, assistência social, entre outros; palestras educacionais sobre profissão, comportamento, preservação do meio ambiente; integração com a comunidade, por meio de atividades que envolvem o grupo familiar dos participantes.

Serviço

O Centro de Treinamento Capoeira Show Araucária fica na rua Pedro Burkowski, 932, no bairro Costeira. Interessados em oferecer patrocínio ao projeto poderão entrar em contato pelo telefone (41) 99928-2120, falar com Canarinho.

Texto: Maurenn Bernardo

Publicado na edição 1161 – 02/05/2019

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*