Home / Notícias / Geral / Atletas de Araucária também fazem caridade

Atletas de Araucária também fazem caridade

Atletas deficientes visuais receberam os tênis com muita alegria

 

Em uma pista de corrida, o objetivo de todo atleta é vencer. Na vida real, é vencer também. Vencer o preconceito, com pequenos gestos de caridade. E são estes pequenos gestos de caridade que fazem parte da vida de alguns atletas da Equipe Rodrigues Assessoria Esportiva. Eles estão engajados em ações sociais e uma delas é a doação de cabelos para a confecção de perucas que irão para pacientes com câncer.

O chefe da equipe, Hailton Rodrigues, explica que todo ano a equipe se engaja na campanha Outubro Rosa, e são várias as pessoas que doam cabelos, estes são encaminhados para as entidades que cuidam de pacientes com câncer durante todo o ano. A última doação foi no dia 26 de junho, quando duas jovens, uma de apenas 13 anos, doaram seus cabelos, e este foram entregues para a Associação Amigas da Mama, em Curitiba. “Lá eles desenvolvem um trabalho espetacular. É uma ONG formada por voluntárias apaixonadas pela causa. A campanha prossegue e quem deseja contribuir com essa causa nobre, pode nos procurar todas as quartas-feiras, às 19h, na pista do CSU, ou entrar em contato pelo Whats App 99962-8674 ou com Zenilda 99916-1766”, convida Hailton, lembrando que os cabelos para doação devem ter, no mínimo, 12 centímetros de comprimento.

Mais doações

O atleta Odair José Ribeiro também é adepto às causas sociais e organizou a arrecadação de tênis para doar para corredores deficientes visuais. Ele conta que teve a ideia de realizar esta ação durante a corrida Entre Parques, em Curitiba, onde percebeu alguns atletas deficientes no pódio, usando tênis em péssimo estado. “Mobilizei a equipe, fizemos uma rifa e com o dinheiro conseguimos comprar dois pares de tênis novos, mas acabamos arrecadando mais 20 pares usados, mas em perfeito estado”, disse.

Odair lembra que a entrega foi muito legal. Os atletas foram até o Parque Barigui entregar os tênis durante um encontro da RadarDV, uma equipe que reúne corredores deficientes visuais. “Eles, que enxergam com os olhos de outras pessoas, nos deram uma lição e mostraram que as limitações somos nós que criamos”, disse o atleta emocionado.

 

 

Fotos: divulgação

Publicado na edição 1120 – 05/07/2018

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*