Home / Notícias / Geral / Famílias insistem em ocupar área de invasão

Famílias insistem em ocupar área de invasão


As casas são montadas pelos invasores com bastante agilidade

As casas são montadas pelos invasores com bastante agilidade

A Guarda Municipal, junto com a Secretaria de Meio Ambiente e a Cohab, está tendo muito trabalho para retirar os acampamentos montados pelas famílias que insistem em ocupar uma área que já foi desapropriada, conhecida como Ocupação 21 de Outubro. Segundo a GM, os invasores aproveitam os finais de semana e feriados para erguer os barracos na área onde a Prefeitura fez a desocupação para iniciar um projeto de recuperação ambiental, que inclui a construção de quadras poliesportivas, quadra de futebol de areia, pista de caminhada, equipamentos de ginástica, parquinho infantil e academia da terceira idade.

“Recentemente tivemos que desmontar algumas casas que foram erguidas no local e que podem atrapalhar a execução do projeto da Prefeitura. O mais impressionante é que grande parte destas pessoas vem de outras cidades e até de outros estados”, disse um guarda municipal. Ele comentou ainda que após o término do parque a expectativa é que estas invasões diminuam.

O secretário de Meio Ambiente, Hino Dirlei Falat Pereira de Souza, falou que os invasores costumam ser bastante organizados e que existem grupos que ocupam as áreas com a intenção de negociar. “Isso virou uma indústria, os caras são profissionais, não chegam de uma hora pra outra, ficam estudando como e quando vão invadir. O problema das invasões não se restringe somente a Araucária, pois são várias as cidades da região metropolitana que enfretam este problema”, elucidou.

Ajuda do povão

Dirlei disse ainda que muitos dos invasores já foram identificados e que o Município tomará as medidas legais contra os mesmos. “A GM está patrulhando as áreas de risco com frequência, mas nossa grande aliada é a população, que pode denunciar quando perceber a presença dos invasores”. As denúncias anônimas poderão ser feitas pelo telefone da Guarda Municipal (153), durante 24 horas por dia.

Força tarefa

O secretário de Planejamento e secretário interino de Obras Públicas, Fábio Alceu, explicou que a tarefa de coibir novas invasões de terras na cidade é um trabalho conjunto das forças policiais, secreta­rias municipais e Cohab.

“Fazemos um trabalho de parceria para fiscalizar e evitar novas ocupações ilegais, mas o município tem uma extensão muito grande, nem todas conseguimos flagrar. A Cohab, a GM e a SMMA tem feito um excelente trabalho e a SMOP tem dado apoio na retirada dos invasores e a SMPL acompanha os casos”, pontuou Fábio.

Cohab está buscando soluções

O problema das ocupações irregulares em áreas de preservação ambiental nunca saiu de cena em Araucária. Por isso, a Companhia de Habitação de Araucária (Cohab), com apoio de outros órgãos, quer atacar de frente o problema. Primeiro criou uma espécie de patrulha de proteção ambiental, que atua em parceria com a Guarda Municipal e a Secretaria do Meio Ambiente.

A força tarefa tem aumentado a fiscalização nas áreas de risco de invasões, espalhadas pelo município. “Existem alguns grupos de pessoas que, praticamente todos os meses, tentam invadir terrenos na cidade. São grupos organizados, especializados no assunto, que invadem para tentar negociar, e temos tido muito trabalho em coibir a ação dos mesmos”, disse o presidente da companhia, João Caetano Saliba de Oliveira.

A Cohab também está negociando a compra de terrenos para poder oferecer novos empreendimentos à população, principalmente nas regiões já invadidas. “Precisamos estabelecer programas que funcionem paralelamente. Temos que atuar na regularização fundiária, mas não podemos esquecer de atender a fila de espera da Cohab”, esclareceu.

Caetano lembrou ainda que nas áreas onde já existem grandes invasões, como no Arvoredo, Israelense, entre outras, o controle se torna um pouco mais difícil. “É para casos assim que precisamos contar com o apoio dos vizinhos, que podem denunciar novas invasões”, disse.

FOTO: DIVULGAÇÃO / GMA

Sobre Redação

Redação

One comment

  1. Cheio de bandido pelo mundo,nao sao so os politicos,cidadao tambem, tem de monte.
    Sei q todo cidadao merece moradia digna porem ocupar o que nao é seu nao é certo,o caminho nao é por ai.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*