Home / Notícias / Geral / FAVI tem vagas para acolher dependentes químicos

FAVI tem vagas para acolher dependentes químicos


A FAVI tem uma estrutura ampla para acolher os dependentes químicos. Foto: divulgação

 

A Comunidade Terapêutica Fonte de Água Viva – FAVI reabriu em março deste ano a sua unidade de recuperação, que fica na localidade rural de Campina das Pedras. Com capacidade para 12 internos, atende atualmente apenas quatro. A unidade dispõe de quartos, sala de TV, refeitório e uma ampla área externa arborizada. O programa de recuperação é de seis meses, o tratamento é baseado no “minnesots”, que segue a filosofia dos 12 passos e consiste num modelo psicoterapêutico de origem humanista, cujo objetivo é atingir a abstinência total do consumo de substâncias psicoativas e ou álcool. O método se aplica por meio de grupos de mútua e auto ajuda, grupo de sentimentos, grupos familiares, palestras, terapias individuais e, quando necessário, acompanhamento clínico e psiquiátrico, realizados fora da Comunidade Terapêutica.

A unidade acolhe dependentes químicos e ou alcoolistas com mais de 18 anos, residentes ou não em Araucária, que aceitem o tratamento de forma voluntária. O primeiro passo é a triagem, que deve ser pré-agendada no escritório administrativo, que fica na Avenida Independência, 422, bairro Porto das Laranjeiras. O fone para informações ou agendamento é o 99541-8080, falar com o coordenador Valter Luís Solochinski.

Bazar

Outro projeto desenvolvido pela FAVI é o bazar solidário, que fica aberto permanentemente no escritório administrativo, no Porto das Laranjeiras. Parte da renda é revertida para a manutenção da unidade de recuperação. Quem quiser doar roupas, calçados, brinquedos, móveis e utilidades domésticas ou ainda adquirir os produtos do bazar pode se dirigir ao escritório, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, ou entrar em contato pelo fone 3642-8114. As doações poderão ser retiradas no endereço da pessoa.

Texto: Maurenn Bernardo

Publicado na edição 1167 – 13/06/2019

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*