Home / Notícias / Geral / Jovem araucariense desenvolve aplicativos para a Apple

Jovem araucariense desenvolve aplicativos para a Apple


Adilson também montou uma empresa especializada em jogos virtuais

 

O araucariense Adilson Matheus Tavares, 22 anos, faz parte da nova geração de jovens com habilidades digitais impressionantes. Aficionado pela tecnologia desde criança, hoje ele é um dos alunos da Apple Developer Academy, que nada mais é do que uma escola mantida pela gigante da tecnologia Apple, que ensina jovens do mundo inteiro a serem desenvolvedores, codificadores, criadores de apps e empreendedores de startups. “O curso é um ambiente onde a Apple nos dá acesso a várias de suas tecnologias, com foco em trazer soluções para o planeta no âmbito da tecnologia, para que de alguma forma, possamos contribuir com o desenvolvimento de um mundo melhor”, explica Adilson. Ele ressalta que no curso, tem autonomia para desenvolver suas próprias soluções, com tecnologias aprendidas lá dentro, sempre com foco em produtos da própria Apple.

No início do ano o araucariense também teve a oportunidade de se inscrever para a seleção de jovens que participariam do maior evento organizado pela empresa, que acontece todo ano, voltado a desenvolvedores. “Fui selecionado entre 350 estudantes de todo mundo e esta foi uma das maiores oportunidades que já tive na vida. Conheci gente de muitos países, e consegui ver como o mundo está indo pra frente, com pessoas focadas nos seus objetivos. O evento foi na Califórnia, com tudo pago”, relata.

De aluno a empresário

Adilson é formado em Ciências da Computação pela PUC-PR, concluiu o curso técnico integrado com programação de jogos digitais pelo IFPR, e também faz pós-graduação em Gestão de Negócios e Empreendedorismo na PUC-PR, isso graças ao mérito acadêmico que conquistou na PUC, que lhe deu o direito de ganhar a bolsa integral Marcelino Champagnat. “Conclui o curso técnico há cinco anos e assim que acabei, consegui meu primeiro trabalho, onde tive oportunidade de me conectar com diversos mundos da tecnologia: Web, Android, jogos, IOS, servidores. Quando iniciei a faculdade também tentei alguns projetos pessoais, que não deram certo. Depois entrei para a startup IDOX, participei do seu crescimento, e fiquei lá até janeiro desse ano”, relembra.

Além do curso da Apple, Adilson criou a empresa Pororoca.studio, com apoio de alguns amigos, que é especializada em jogos casuais. “Já desenvolvemos três jogos até hoje, estamos finalizando o quarto, que deverá ser lançado ainda esse mês. A proposta é lançar jogos curtos, onde podemos rapidamente detectar pontos para melhorias, com o feed­back dos jogadores, aprendendo com nossos erros e nos adaptando o mais breve possível. Começamos a empresa em maio e já estamos conseguindo uma resposta melhor do público”.

O despertar tecnológico

Desde criança Adilson gostava muito de jogos, mas com o passar do tempo foi percebendo que o mercado brasileiro não batia muito com suas expectativas, principalmente na área de desenvolvimento de jogos. “Foi aí que passei a pensar em migrar para uma área mais abrangente da ciência da computação, na parte da informática, onde as oportunidades são maiores”, comentou.

O jovem diz que hoje, por conta do curso, está muito focado no mundo da Apple, que tem lhe proporcionado uma visão mais ampla do futuro. “É incrível quando você percebe que pode aplicar a tecnologia em muitos lugares diferentes. E se cada um se dedicar a uma parcela disso, poderemos ter um mundo bem melhor”, pondera.

Foto: divulgação

Publicado na edição 1130 – 13/09/18

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*