Home / Notícias / Geral / Paralisação dos servidores afeta colégios em Araucária

Paralisação dos servidores afeta colégios em Araucária


Foto: Everson Santos

 

Professores e servidores públicos estaduais de diversas categorias iniciaram na terça-feira, 25 de junho, uma paralisação por tempo indeterminado em forma de protesto ao não pagamento da data-base por parte do atual governador, Ratinho Júnior. Ainda sem entrar em acordo com o estado, lideres da APP-Sindicato, explicam que desde a gestão de Beto Richa, não recebem a reposição da inflação.

Em Araucária, grande parte dos serviços foram afetados pela paralisação, alguns colégios da rede estadual estão com aulas suspensas por tempo indeterminado, outros aderiram de forma parcial a greve.

Nos colégios Professor Júlio Szymanski, Professora Helena Wysocki, Dias da Rocha, Professora Agalvira Bittencourt Pinto, Lincoln Setembrino Coimbra, Deputado Vespertino Pimpão, Araucária e Rocha Pombo, as aulas foram canceladas e apenas as secretarias estão abertas à comunidade. Já nos colégios Monteiro Lobato, Professora Maria da Graça Siqueira Silva e Lima, Professora Cleide Leni Kurzawa e Campo do Guajuvira, as aulas foram prejudicadas, mas permanecem acontecendo. No município, apenas o Colégio Estadual Fazenda Velha trabalha normalmente.

O Jornal O Popular tentou entrar em contato com os colégios Professora Marilze da Luz Brand, Cecília Meireles, Joana Gurski, Professor Elzeario Pitz, Professor João Nerli e Professora Ana Maria Kava, mas não obteve retorno.

Sobre Redação

Redação

5 comments

  1. Bando de petista safado esquerdopata!

    Corta o ponto deles, Bolsonaro!!!!!!

    • Te convido trabalhar 1 mês de voluntariado em qualquer escola pública, para conhecer a verdadeira realidade do serviço disponibilizado pelos governos tanto municipal, estadual e federal, antes de criticar ou criar qualquer tipo de opinião… Não é só data base que pedimos, pedimos qualidade de serviços prestados principalmente para seus filhos, que muitas vezes encontram na escola e no professor o que não tem em casa… Convidamos a todos para conhecer a verdadeira realidade de uma escola pública. Se todos tivessem a verdadeira conscientização, com certeza estaria juntos, lutando e querendo o melhor para o futuro… O futuro está na educação… Funcionário público também paga impostos, portanto também eles mesmos pagam seus salários….

  2. acho interessante, os governadores começarem a contratar professores terceirizados , com contrato pré estabelecido de periodo de trabalho de ano letivo.
    Pois funcionario publico na imensa maioria é so festa , farra e parasitismo e falta de compromisso e responsabilidade com a função exercida.
    Ferram com o cidadão extorquindo cada vez mais o estado em prol de privilegios e aumentos absurdos de salarios.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*