Home / Notícias / Geral / Superlotação em linhas do Triar continua dando o que falar

Superlotação em linhas do Triar continua dando o que falar


As filas para entrar nos ônibus em horários de pico são enormes. Foto: Everson Santos

 

Usuários da linha Fonte Nova/Shangri-lá enfrentam uma verdadeira maratona todos os dias para conseguir entrar nos ônibus nos horários de pico. E quando conseguem, segundo eles, ficam igual “sardinha enlatada” por conta da superlotação. O problema surgiu após a Prefeitura ter feito uma reestruturação nas linhas de ônibus do Triar (Transporte Integrado de Araucária. A linha Jardim Primavera / Unimed foi retirada e a linha Fonte Nova / Shangri-lá passou a suprir toda a demanda, com extensão da rota.

“Pegar o ônibus a partir das 6 horas até umas 8 horas é um pesadelo, ainda mais com criança pequena. Tem dias que desisto e espero o próximo, mas como o intervalo entre um e outro é de 20 minutos, acabo me atrasando, porque antes de ir pro trabalho preciso deixar meu filho na escola. O ônibus está superlotado, todos os estudantes circulam nesses horários. Pra ter uma ideia, eu pego o ônibus no terceiro ponto, e já não consigo entrar, é um empurra-empurra”, comentou Gislaine Ramos. Ela lembrou que no final da tarde, horário de saída das escolas, a situação se repete.

A usuária Silvana disse que às vezes consegue entrar no ônibus, mas fica presa na roleta, mal consegue descer no seu ponto. “Os ônibus andam entupidos, não sei o que eles entendem por superlotação quando dizem que ainda está dentro da capacidade. Disseram que iam aumentar os ônibus, mas continua na mesma. Levo meu filho de quatro anos apara o colégio todos os dias de manhã, e o ônibus passa aqui na Rua Cascavel às 6h55 e já vem muito cheio”, comentou Silva.

Ajustes

O superintendente de Transporte Coletivo de Araucária, Wilmer Jacó da Silva, explicou que a situação está sendo monitorada, e que até o momento não foram registrados casos de lotação acima do permitido: 80 passageiros no carro simples e 130 no articulado, conforme orienta o fabricante dos veículos. “Com o novo sistema implantado no transporte coletivo é possível identificar problemas nas linhas. Sobre a linha Fonte Nova / Shangri-lá, posso adiantar que estamos atentos, já tivemos registros de lotação entre 74 a 77 passageiros nos horários de pico, um dia apenas que chegou a 80, o que nos deixou em alerta. E as reclamações registradas referem-se mesmo aos horários entre 6 e 8 horas e no final da tarde, devido ao grande número de estudantes que utilizam a linha, mas não descartamos a possibilidade de aumentar os horários”, esclareceu.

Wilmer disse ainda que a Prefeitura gostaria que o limite de passageiros ficasse em torno de 70, mas em função da indisponibilidade de frota, por enquanto não será possível. “Ainda estamos reorganizando alguns horários, por isso podem ocorrer novas alterações nas linhas, principalmente em horários de pico”, acrescentou o superintendente.

Texto: Maurenn Bernardo

Publicado na edição 1151 – 21/02/2019

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*