Home / Notícias / Policial / Araucária registra aumento de mortes violentas no primeiro semestre

Araucária registra aumento de mortes violentas no primeiro semestre

De acordo com levantamento feito a partir dos arquivos do jornal O Popular, ocorreram, em Araucária, desde janeiro a junho deste ano, 20 mortes violentas. No mesmo período no ano passado, conforme dados da Polícia Militar, foram 10 mortes violentas. Ou seja, houve um aumento de 100% nos homicídios.

Neste ano, os meses em que houveram mais homicídios, foram janeiro e março, com 6 mortes violentas. Qunanto aos bairros, diferentemente do ano passado, em que houve apenas dois assassinatos no bairro Capela Velha e dois no Thomaz Coelho, neste primeiro semestre foram registrados 8 homicídios no Capela Velha e 3 no Thomaz Coelho.

O meio mais empregado nestas mortes foi arma de fogo. Porém, uma das vítimas foi encontrada esfaqueada, outra com marcas de pedradas e pauladas e uma terceira foi morta a marretadas.

Das 20 vítimas de homicídio entre janeiro e junho neste ano, 3 eram mulheres, sendo uma criança de 4 anos, e as outras com 25 e 28 anos de idade. Já as vítimas do sexo masculino tinham, em média, 28 anos.

Ainda, a grande maioria dos crimes ainda não teve a autoria identificada.

Moradoras de Araucária encontradas mortas em outras cidades

Duas mulheres, sendo uma delas moradora da Vila Angélica, e outra do Fazenda Velha, também foram vítimas de homicídio. Contudo, seus corpos foram encontrados em outros municípios.

A moradora do Fazenda Velha, Josiane Aparecida Rodrigues da Silva, 45 anos, saiu para uma festa em janeiro deste ano e não foi mais encontrada. No mês seguinte, o corpo de uma mulher foi encontrado na cidade da Lapa. Depois de passar por exames no Instituto Médico Legal (IML), foi constatado que tratava-se realmente do corpo de Josiane.

Já Alessandra Bartoszewski Silva desapareceu em fevereiro deste ano e seu corpo foi encontrado sem os braços e sem as pernas em Campina Grande do Sul dias depois.

ERRATA
Na edição passada, a reportagem deste jornal informou que Josiane Aparecida era moradora do Jd. Plínio, quando, na verdade ela morava no jd. Alegre, no Fazenda Velha, e teria ido a um baile no jd. Plínio.

Publicado na edição 1120 – 05/07/18

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*