Home / Notícias / Policial / Atira em cão, mas acaba indo para o caixão

Atira em cão, mas acaba indo para o caixão


Os guardas municipais Paulo e Fernando com o cãozinho, que se recupera do tiro

Os guardas municipais Paulo e Fernando com o cãozinho, que se recupera do tiro

Guardas municipais patrulhavam na região do jardim Arvoredo, nas imediações do Complexo Esportivo Urbano (CEU), na noite de terça-feira, 8 de dezembro, por volta de 21h30, quando ouviram um estampido parecido com um disparo de arma em uma rua próxima. A equipe decidiu verificar a situação, após receber a informação de que um sujeito, portando uma arma de fogo, havia disparado contra um cachorro que teria avançado nele. A GM iniciou buscas pela região e localizou o suspeito caminhando pela rua.

Na tentativa de abordagem, o sujeito sacou a arma e efetuou vários disparos contra a equipe, que revidou para se defender. O indivíduo, mesmo baleado, fugiu por um matagal que havia nas proximidades. A equipe iniciou novas buscas pela região, mas não localizou o atirador.

Outra equipe que patrulhava pelas redondezas deu apoio na ação e entrou no mato, conseguindo encontrar o baleado. Uma segunda abordagem foi tentada e novamente o indivíduo atirou contra a equipe. No revide, o cidadão, identificado como Volnei Lorenci, 44 anos, acabou morrendo no local. A arma que estava com ele foi apreendida. O corpo foi recolhido ao IML de Curitiba.

De raspão

O cachorro, chamado Flocos, recebeu os cuidados ve­terinários e já está de volta ao CEU, onde vive na companhia de outros três animais, há cerca de dois anos.

FOTO: MARCO CHARNESKI

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*