Home / Notícias / Policial / Escapa do incêndio, mas morre atropelado

Escapa do incêndio, mas morre atropelado

Saiu ileso do primeiro  acidente, mas não escapou da morte no segundo

Saiu ileso do primeiro
acidente, mas não escapou da morte no segundo

Quando a hora de uma pessoa chega, não dá mesmo para escapar. O ditado infeliz tornou-se realidade na noite de terça-feira, 20 de outubro, para um caminhoneiro que seguia viagem pela rodovia do Xisto, sentido Lapa. Por volta de 22h, ao passar pela localidade rural de Guajuvira, alguns quilômetros após o Posto da Polícia Rodoviária Federal, o caminhão que dirigia teve um problema elétrico e começou a pegar fogo, mas ele conseguiu parar e descer a tempo, fugindo do incêndio. As chamas rapidamente tomaram conta de todo veículo. O Corpo de Bombeiros foi acionado, conseguiu conter o fogo e evitar que passasse para a carga.

O motorista da carreta ligou para empresa, que mandou outro “cavalo” para rebocar a carga. Fagner Batista Pontes, 33 anos, estacionou o veículo para conversar com o compa­nheiro de trabalho. Logo em seguida, uma carreta que seguia sentido Curitiba, tentou desviar de um carro que invadiu uma parte da pista contrária para não passar tão próximo da carreta que havia queimado.

Assustado, o motorista da carreta jogou o veículo para o acostamento e atropelou Fagner e o motorista do caminhão incendiado. Fagner foi arremessado para uma ribanceira de aproximadamente 10 me­tros. A equipe de bombeiros que havia controlado o incêndio foi novamente acionada, desta vez para resgatar o motorista que caiu na ribanceira.

Socorristas da autopista prestaram socorro ao moto­rista da carreta incendiada, mas ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Fagner foi socorrido pelo Siate e encami­nhado em estado gravíssimo ao Hospital Evangélico.

FOTO: MARCO CHARNESKI

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*