Home / Notícias / Policial / Família não acredita que detento encontrado morto dentro de cela da DP de Araucária tenha cometido suicídio

Família não acredita que detento encontrado morto dentro de cela da DP de Araucária tenha cometido suicídio


Familiares do jovem Rodrigo Lauro Avanço, 19 anos, que foi encontrado morto dentro de uma das celas da Delegacia de Polícia de Araucária, não acreditam que ele tenha cometido suicídio, como inicialmente o caso foi noticiado.

O caso aconteceu na madrugada desta quarta-feira, 6 de setembro, por volta das 3 horas, quando três outros presos chamaram o plantonista para informar que o colega de cela estava morto, com o corpo dependurado por um lençol.

Os advogados do jovem, que estava preso há pouco menos de um ano, disseram que a hipótese de suicídio é pouco crível. Isto porque o próprio atestado de óbito de Rodrigo aponta como causa da morte asfixia mecânica causada por estrangulamento e não enforcamento. Ainda conforme a defesa, o próprio médico legista que fez a perícia já teria adiantado que havia outras lesões no corpo, todas incompatíveis com a hipótese de suicídio.

A defesa ainda ponderou que a hipótese do suicídio não encontraria respaldo com o estado psicológico de Rodrigo, que dias antes estaria feliz, já que seu caso estava na iminência de ser julgado e ele possivelmente seria posto em liberdade em alguns dias. Rodrigo estava detido por receptação, mas já possuía outras passagens pela polícia.

Familiares que procuraram o jornal O Popular também afirmam que estiveram com Rodrigo no último dia 31 de agosto, durante visita na carceragem da DP de Araucária, e que ele estava bem, não teria relatado nenhum tipo de problema de relacionamento com seus companheiros de cela ou que vinha sofrendo algum tipo de ameaça.

Investigação

Embora inicialmente o caso tenha sido tratado como suicídio, o próprio delegado de Araucária, Messias Antônio da Rosa, já havia informado que um inquérito foi instaurado para apurar as reais circunstâncias em que a morte aconteceu. Ele já iniciou a oitiva dos dez companheiros de cela de Rodrigo e também aguarda o laudo da Polícia Científica feito no corpo da vítima.

 

Sobre Redação

Redação

2 comments

  1. Ah, agora aparecer a família do cara? Onde estavam quando ele estava construindo a “extensa” ficha criminal que o mandou para a cadeia???

  2. ele realmente cometeu coisa errada sim nem por isso alguém devia ter matado ele, ate porque a vitima não reconheceu ele nisso vamos procurar saber mais e cuidar da sua vida, espero que vc nunca passe por isso, nunca faltei uma sacola e nunca foi abandonado oque a familia quer e justiça porque ele nao merecia isso … povo fala muito

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*