Home / Notícias / Policial / GM explica ocorrência em que jovem ficou ferida por estilhaços de tiro

GM explica ocorrência em que jovem ficou ferida por estilhaços de tiro

Na noite de domingo, 21 de abril, uma jovem que estava em um bar no jardim Tupy foi atingida por estilhaços de um tiro da Guarda Municipal. Um GM explicou à reportagem deste jornal como a ocorrência, de fato, aconteceu.

“O tiro não foi acidental. Foi para conter homens que estavam desacatando e desobedecendo as ordens de abordagem e revista dos guardas municipais, além de questionarem o trabalho que estava sendo feito. Eram cerca de 30 pessoas alcoolizadas que estavam fazendo menção de vir para cima dos GM’s. O disparo foi calculado conforme protocolo de uso de disparo de granilha, que são bolinhas de plásticos bem pequenas comprimidas em um cartucho utilizado em espingarda calibre 12. O disparo é feito em direção ao chão para gerar impacto e intimidação, pois se for em direção ao corpo pode gerar hematomas agrupados”, informou o GM.

Ainda, segundo a corporação, o local em que estava acontecendo a abordagem de rotina não possui alvará, há mulheres se prostituindo e há, inclusive, tráfico de drogas. “Foram encontradas pequenas porções de drogas jogadas no chão, mas ninguém confessou ser o dono dos entorpecentes. O fato aconteceu quase às 23h de domingo, havia som alto e bebedeira, tanto que a vizinhança agradeceu a atuação da GMA”, completou o represen­tante da corporação.

Publicado na edição 1161 – 02/05/2019

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*