Home / Notícias / Policial / Homem acaba morto no Beco do Maranhão durante confronto com a PM

Homem acaba morto no Beco do Maranhão durante confronto com a PM

Uma troca de tiros entre uma equipe da Polícia Militar de Araucária e dois homens que estariam forçando o portão de uma casa na rua Gustavo Artur Cantelle, no São Sebastião, acabou com a morte de Olávio de Oliveira, 36 anos, na madrugada deste sábado, 10 de março.


De acordo com informações da equipe que atendeu a ocorrência, tudo começou quando eles estavam patrulhando a via, que fica quase na esquina com a rua Maria Sobânia, popularmente conhecida como Beco do Maranhão. Os policiais relataram que avistaram Olávio, em plena madrugada, caminhando pelo local e decidiram abordá-lo. Neste momento, o homem teria dispensado algo num terreno baldio às margens da estrada. O objeto não foi localizado. Da mesma forma, ao revistarem Olávio, nada de ilícito foi encontrado, razão pela qual ele foi liberado.

A equipe então se dirigiu a região do Campina da Barra para realizar o atendimento a uma ocorrência repassada pela central da PM. Resolvida a situação, eles voltaram em patrulhamento pela região do Beco do Maranhão. Foi quando avistaram Olávio e mais uma pessoa forçando o portão de uma casa. Os policiais sinalizaram para que a dupla se colocasse em posição de revista, mas ao descerem da viatura, teriam sido recebidos por disparos de arma de fogo, duas das quais atingiram o carro dos PMs. Os soldados então reagiram e acabaram atingindo Olávio com quatro disparos na região do tórax. O sujeito que o acompanhava deu no pé, se embrenhando num matagal próximo.

Os policiais ainda acionaram o SIATE para socorrer Olávio, mas quando os bombeiros chegaram, já não havia mais o que fazer. O Instituto Médico Legal (IML) e a Polícia Científica também estiveram no local. A arma utilizada por Olávio foi encontrada ao lado de seu corpo. Tratava-se de um revólver calibre 32, marca Taurus, com capacidade para seis tiros. No tambor dela estavam três balas deflagradas, duas percutidas, mas não deflagradas e uma sexta intacta. O revólver, bem como uma capsula de cocaína e pequena quantia em dinheiro encontrada com o morto foram entregues à Delegacia de Polícia Civil da cidade, a qual ficará responsável pelas investigações do caso.

Fotos: João Carlos Frigerio/Colaboração

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*