Home / Notícias / Policial / Homem molesta representante da Vivo e pode responder por crime sexual

Homem molesta representante da Vivo e pode responder por crime sexual


Durante a visita a um cliente, ocorrida na tarde de sábado, 15 de junho, uma representante da operadora Vivo, passou por uma situação constrangedora. Ela foi chamada para apresentar um novo pacote ao cliente, morador da rua Lourenço Jasiocha, no Centro, mas como ele não estava em casa, ela foi recebida pelo seu pai. Ele a convidou para entrar, mal sabia ela que seria molestada pelo homem.

Tão logo entrou na casa, o proprietário veio em sua direção, apalpou nos seus seios e passou a mão nas suas partes íntimas. Assustada, a funcionária da Vivo pediu que ele a respeitasse e, quando tentava sair do local, o sujeito ainda teria lhe dado um tapa nas nádegas. Ela e uma colega de trabalho chamaram o supervisor, que acionou a Polícia Militar através do 190.

Os policiais indagaram ao dono da casa, que negou os fatos e ainda tentou reverter a situação a seu favor, alegando que tria sido agredido fisicamente pelo supervisor da Vivo, com um empurrão e um soco na face. O supervisor, por sua vez, também negou os fatos. Todos os envolvidos foram encaminhados à delegacia pra prestar esclarecimentos. O suposto autor do assédio poderá responder por crime contra a dignidade sexual.

Publicado na edição 1168 – 19/06/2019

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*