Home / Notícias / Policial / Machões de cozinha de toda Araucária, tremeis! Guarda Municipal agora tem patrulha Maria da Penha

Machões de cozinha de toda Araucária, tremeis! Guarda Municipal agora tem patrulha Maria da Penha


As mulheres araucarienses vítimas de violência doméstica têm agora mais uma importante ferramenta para enfrentar o agressor que estava dentro da própria casa: a patrulha Maria da Penha da Guarda Municipal.

O serviço passou a funcionar esta semana em Araucária e é composto de uma viatura e uma equipe especialmente treinada para atender a esse tipo de crime. Seu objetivo será acompanhar aquelas mulheres que foram vítimas de violência doméstica, procuraram as autoridades competentes e tiveram determinadas pela Justiça a chamada medida protetiva, que é quando o agressor fica proibido de se aproximar da ex-companheira.

De acordo com o secretário municipal de Segurança Pública, José Roberto Fortes, a equipe de guardas que integra a Patrulha Maria da Penha passou por treinamento específico para a missão e realizará o acompanhamento no período de segunda a sexta-feira. “A mulher receberá a visita da equipe com o objetivo de verificar se tudo está conforme o que foi determinado pela Justiça. Caso haja descumprimento da medida judicial ou situação de agressão constatada, o agressor pode ser detido pelos guardas”, explicou.

Ainda de acordo com ele, as mulheres protegidas por medidas de afastamento também podem baixar em seu celular o aplicativo “153 Cidadão”, disponível para download gratuito na loja Google Play. Por meio do programa, ela tem a possibilidade de habilitar a função Maria da Penha. Assim, caso o ex-companheiro se aproxime dela, basta pressionar este ícone que – imediatamente – a Guarda Municipal é acionada.

Flagrantes

Embora a patrulha Maria da Penha vá acompanhar exclusivamente as mulheres com medidas protetivas, todo o restante da Guarda Municipal segue à disposição da comunidade feminina araucariense para atender os casos de flagrante violência doméstica. Logo, se – por ventura – a pessoa for vítima de alguma agressão ou algo do tipo, não interessa o horário ou dia da semana, basta entrar em contato pelo telefone 153 ou 3642-1253.

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*