Home / Notícias / Policial / Mais um “machão de cozinha” vai parar atrás das grades

Mais um “machão de cozinha” vai parar atrás das grades

Foto: Marco Charneski

 

Populares entraram em contato com a Polícia Militar na madrugada de sábado, 11 de maio, porque uma mulher estaria sendo agredida pelo marido. Com a informação, os PM’s deslocaram-se até o local indicado, na rua Osvaldo de Lima, bairro Estação, onde encontraram a vítima na rua pedindo por ajuda e sendo protegida por vizinhos.

De acordo com os policiais, o agressor estava dentro da casa com a filha da vítima, uma garota de 12 anos. Quando o sujeito viu a viatura, logo fechou as portas e janelas da casa. A mulher relatou que o seu companheiro estava bêbado, havia a agredido com socos e empurrões há poucos instantes e que ele queria ainda queimar a casa.

Diante da situação, a equipe entrou no terreno, tentou conversar com o autor pelas janelas, mas ele recusava o diálogo. Então, os PM’s viram que a porta estava encostada e, quando abriram, viram que o homem estava com uma faca na mão e um garfo na outra. Ele resistiu à ordem dos PM’s e precisou ser imobilizado, até ser conduzido ao camburão da viatura.

O homem, bastante alterado, disse palavras de baixo calão e deu alguns golpes com as pernas, danificando a viatura.

Algumas testemunhas acompanharam a equipe até a Delegacia de Polícia de Civil de Araucária, para onde o autor foi encaminhado, porque momentos antes ele também teria corrido atrás dos vizinhos com uma faca na mão.

Segundo os PM’s, a mulher já havia acionado a polícia em datas anteriores pela mesma situação, porém quando a equipe chegava ao local o autor já tinha fugido. Ela relatou ainda que sofre violência psicológica e é ameaçada pelo companheiro, mas que não havia procurado a Delegacia de Mulher ainda por medo.

Agride ex-esposa e ainda intima policiais para “luta”

Por volta da meia noite de segunda-feira, 13 de maio, a Polícia Militar foi acionada para uma ocorrência de agressão contra mulher, em uma casa na rua Alexandre Vidolim, do bairro Capela Velha.

No local, a vítima relatou que o ex-marido teria invadido a residência e teria dito que ela voltaria com ele por bem ou por mal, a ameaçando, ainda, de morte. Ele teria a puxado pela cabeça sufocando-a, no entanto, a mulher foi socorrida pelo filho de 14 anos e por sua mãe. O autor teria ainda ameaçado que iria buscar uma arma e que surraria o filho para que ele não pudesse mais andar.

Momentos depois, os policiais foram até a casa do indivíduo e encontraram 16 munições de calibre .22. O homem recebeu voz de prisão e, conforme relato dos PM’s, disse que queria lutar com a equipe se “tirassem a arma da cinta”.

Os policiais comentaram ainda que dias antes já havia sido feito atendimento à vítima por ameaça do mesmo suspeito.

Publicado na edição 1163 – 16/05/2019

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*