Home / Notícias / Policial / Operação fecha sete bares com irregularidades em Araucária

Operação fecha sete bares com irregularidades em Araucária

Uma grande operação varreu diversos estabelecimentos comerciais de Araucária ao longo da noite deste sábado, 23 de fevereiro, e madrugada de domingo (24), fechando, no total, sete bares em razão de irregularidades em seu funcionamento.


A blitz reuniu a Guarda Municipal, Corpo de Bombeiros, Conselho Tutelar e fiscais das secretarias de Finanças (SMFI) e de Meio Ambiente (SMMA). O trabalho foi comandado pelo próprio secretário municipal de Segurança Pública, José Roberto Fortes Couceiro, e pelo comandante dos Bombeiros em Araucária, Taylor Thomaz.

De acordo com a Guarda Municipal, a natureza do trabalho foi preventiva e verificou se os estabelecimentos possuíam alvará de funcionamento, documentação dos bombeiros quanto à prevenção de incêndio, estavam cumprindo a legislação quanto a não permanência de adolescentes em seu interior, entre outros.

O saldo da operação, de acordo com o secretário de Segurança Pública, foi à necessidade do fechamento de sete estabelecimentos, a grande maioria ao longo da Avenida Archelau de Almeida Torres. Dois responsáveis por esses locais também foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil para esclarecimentos, já que permitiam em seus comércios adolescentes, os quais estavam com acesso a bebidas alcoólicas, o que é proibido pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), Cerca de 60 menores de idade também foram identificados pelo Conselho Tutelar e encaminhados para suas casas, sendo que os casos agora serão encaminhados à Promotoria da Infância e Adolescência para as providências cabíveis.

Fotos: Marco Charneski/ O Popular do Paraná

Sobre Redação

Redação

4 comments

  1. Importante essas fiscalizações mas, fica a pergunta, excetuando se o caso do conselho tutelar em que sim deva se fazer esse procedimento durante o movimento maior de clientes, até para se ter certeza que não haverá menores entre eles, os outros procedimentos são insensatos pois que poderiam muito bem ser realizados logo no início do expediente ou logo na abertura da casa, evitando assim o constrangimento de comerciantes e frequentadores, e no caso deste sábado a interdição percebe-se exagerada pois que impede a manutenção econômica de proprietários e funcionários.Pelo menos esperemos que a fiscalização abranja toda a cidade é não apenas limitada a uma região.

  2. Além do centro, vamos desviar os olhos para os bairros mais distantes?
    Querendo trabalho,nos bairros têm bastante.

  3. Sera que as recicladoras irregulares,as quais recebem reciclaveis dessem que pegam na rua, tambem ou apenas bares?Nao temos mais reciclaveis pelas ruas porque eles pegam tudo e levam por ex ali na rua miguel b. pizatto com bahia.Peguem tambem esses carros caindo aos pedaços que ajuntam reciclaveis!Hein urbanismo departamento de transito voces estao funcionando tambem?

    • Esses mesmos carros caindo aos pedaços que ajuntam reciclaveis,os quais voces do urbanismo tem muito peninha, ajustam tudo que podem depois encostam num acostamento e selecionam e vao jogando em terrenos baldios,acostamentos de rodovias e coisas assim.De sexta pra sabado ja vi 2 vezes um amontoado de reciclaveis no acostamento da rodovia do xisto sentido contenda logo em seguida ao rio iguaçu.Entao resumindo vai pro rio iguaçu ou varzea.Ou fiscalizam na origem ou entao peguem fiscais ou guardas,principalmente nos dias de coleta,para escoutarem esses carros e carrinheiros,ja que nao origem,muito mais facil, nao querem porque tem peninha deles

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*