Home / Notícias / Policial / Pelo menos três morrem em confronto pelas ruas de Araucária nesta tarde de segunda

Pelo menos três morrem em confronto pelas ruas de Araucária nesta tarde de segunda


 

 

A tarde desta segunda-feira, 30 de julho, em Araucária foi digna de um filme de ação hollywoodiano, com diversas troca de tiros acontecendo na região do bairro Porto Laranjeiras e Centro.

 

De acordo com informações preliminares, tudo começou quando três homens fortemente armados, usando coletes à prova de balas e toucas bala-clava foram até uma casa na rua Joaquina Tonchak, no jardim Pequim, para um possível acerto de contas com um desafeto. Chegando lá, teriam invadido a casa e disparado contra todos que lá estavam. Ao que se sabe, os tiros teriam atingido a pessoa que trio procurava e também a mãe deste.

 

O alvo do trio, porém, mesmo baleado, teria conseguido revidar e matado um de seus algozes. Em seguida, saiu correndo pelo bairro, mas foi seguido e morto. Já de posse de um carro, os dois que sobraram fugiram pela avenida Independência e acabaram dando de cara com uma viatura da Polícia Militar. Nova troca de tiros se iniciou, com mais um bandido caindo morto.

 

O que sobrou continuou fugindo, com a PM em seu encalço. Já na Avenida Victor do Amaral, no Centro, e a pé, ele seguiu descarregando a pistola Glock adaptada como uma submetralhadora nos policiais. Quando ficou sem munição, tentou entrar num comércio, mas os PMs foram mais rápidos e o prenderam.

 

Até o fechamento desta matéria, não havia informações concretas sobre o estado de saúde da mãe do rapa alvo inicial dos assassinos. As motivações de toda essa ocorrência ainda são incertas. O nome dos mortos e do preso também não foi divulgado até o momento.

 

 

Sobre Redação

Redação

2 comments

  1. Se informem antes de publicar matérias mentirosas seus seu noção,os bandidos invadiram a casa ,atingiram com dois tiros a mulher,mataram um no porão e perseguiram o q correu e mataram na mercearia a uma quadra da casa ,só qm tava armado era os bandidos q a polícia perseguiu,então corrijam essa publicação de mentiras ,e o mínimo q vcs podem fazer pra evitar um processo por calúnia e difamação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*