Home / Notícias / Policial / Soldado Gerson se aposenta da PM e deve atuar agora como advogado

Soldado Gerson se aposenta da PM e deve atuar agora como advogado

Gerson iniciará em seu escritório de advocacia em Araucária, após 27 anos na PM. Foto: divulgação

 

Gerson Roberto Garcia, conhecido pelos colegas de profissão como Soldado Gerson, se aposentou recentemente após 27 anos de trabalhos prestados à Polícia Militar.

Ele iniciou na corporação aos 18 anos, após crescer observando sua família na atuação militar. “Meu avô foi sargento e um dos meus maiores incentivadores”, comentou. Gerson trabalhou em São José dos Pinhais, Curitiba, Almirante Tamandaré e desde 2006 estava em Araucária. Neste município, ele trabalhou na Rádio Patrulha, como digitador de Boletim de Ocorrência, Rádio Operador e nos últimos anos no cartório da 2ª Cia.

Muitas ocorrências marcaram sua carreira, mas o soldado destacou algumas como as mais re­levantes. “Me recordo que em 1996, ainda muito jovem, fui atender a uma situação em Almirante Tamandaré, junto a outros policiais. Lá, houve uma intensa troca de tiros com os bandidos e dois colegas acabaram morrendo. Depois, em 2001, eu e outro colega prendemos um indivíduo que era procurado pela Justiça e, inclusive, apareceu no extinto programa de TV, Linha Direta. Ainda, mais uma ocorrência que me chamou a atenção foi quando, em São José dos Pinhais, efetuamos a prisão de pessoas que eram do Departamento de Saúde da cidade e estavam trazendo mosquitos da dengue, direto de Santa Catarina, para dizer que ainda havia focos na região. Esta situação também foi reportada em rede nacional”, lembrou.

Apesar da atuação em outros municípios, foi em Araucária que Gerson se estabeleceu. Aqui, ele cursou Direito e formou-se em 2012.

“Posso dizer que Araucária virou minha segunda casa. Fiz muitos amigos nesta cidade e sou grato por tudo que aconteceu. Inclusive, moro em Curitiba, mas estou abrindo meu escritório de advocacia aqui. Tenho muita admiração por este município”, afirmou.

Para ele, os policiais de Araucária viraram seus irmãos. Apesar dos momentos difíceis, foram muitos os de descontração e confraternização.

O soldado disse que, de todas as regiões que passou, Araucária conta com policiais muito conscientes, inteligentes e extremamente capazes. “Temos muitos policiais valorosos que merecem a reserva remunerada. Só quem passa pelo que passamos sabe do que estou falando. Por isso, agradeço a esses policiais, companheiros, todos essenciais para a minha experiência e carreira na PM. Agradeço, principalmente, à minha esposa e meus filhos”, concluiu.

O comandante da 2ª Cia do 17º BPM, Tenente Deiverson, se despediu do Soldado Gerson. “Após mais de 25 anos de trabalho dedicando-se à operacionalidade, o Sd. Gerson reúne uma série de experiências vividas no cumprimento da missão. Estive, inclusive, na luta operacional, quando ele ainda prestava serviços em Fazenda Rio Grande. Policial militar honrado e leal, fará falta! Que Deus o abençoe”, agradeceu o Tenente, desejando sucesso à Gerson em sua nova fase.

Publicado na edição 1162 – 09/05/2019

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*