Tafarel é preso em Ivaiporã | O Popular do Paraná
Home / Notícias / Policial / Tafarel é preso em Ivaiporã

Tafarel é preso em Ivaiporã

Após meses de busca, o foragido Tafarel foi preso em um hotel no interior do PR

 

O foragido da Justiça, Tafarel Lucas Ferreira de Lima, um dos suspeitos da morte de Emilly Beatriz dos Santos Krichak, em 7 de julho deste ano, foi finalmente preso no município de Ivaiporã, no interior do Estado.

Tudo aconteceu na manhã de sexta-feira, 3 de novembro, após uma denúncia à Policia Militar da cidade. Com a informação, a equipe deslocou-se a um hotel de Ivaiporã, onde encontraram Tafarel e mais outros dois indivíduos.

Conforme relatou a polícia, no quarto estava Tafarel e um segundo elemento e, com eles, uma mala com cerca de 55 buchas de cocaína e aproximadamente R$ 4.300,00. Em outra mala, os policiais encontraram um invólucro de cocaína pesando cerca de 140 gramas. Ainda, em um outro quarto próximo, um terceiro envolvido foi encontrado com mais 14 buchas da mesma substância entorpecente.

Um deles confessou a equipe policial ser o proprietário da droga. Este mesmo indivíduo ainda confirmou estar ajudando Tafarel a se esconder da polícia e que o buscou na cidade de Arapoti. Segundo ele, os dois já haviam pago um mês adiantado de hospedagem no hotel.

De acordo com a PM de Ivaiporã, este mesmo homem que confessou ter a posse da droga, teria oferecido os 4 mil reais que estavam na mala a um dos policiais para que o liberasse.

Mediante à situação, e com o mandado de prisão em aberto expedido por Araucária em desfavor de Tafarel, ele e os outros elementos foram presos e conduzidos à Delegacia de Polícia Civil da cidade.

PROCURADO

No início de julho houve o homicídio de Emilly e dois dias após o amigo da vítima, Flávio Fernandes Bochi, foi baleado. Este, em depoimento à polícia, reconheceu os autores e afirmou que um deles seria Tafarel.

No entanto, Tafarel virou procurado da Justiça e a Polícia Civil continuou empreendendo diligências sobre o caso.

Outra ocorrência envolvendo Tafarel, é a do assassinato de João Marcos da Silva Rodrigues, que aconteceu em 17 de outubro de 2016, no bairro Chapada. Na época do assassinato de Emilly, ele estava respondendo em liberdade ao processo pelo outro homicídio.

Vale lembrar que na semana passada, em 30 de outubro, Fernando Gonçalves Menon, conhecido como “Paraguai”, segundo suspeito da morte de Emilly, foi preso no bairro Capela Velha e continua na DP de Araucária.

 

Texto: Redação e PM de Ivaiporã / Foto: divulgação

Sobre Redação

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO

Seu endereço de email não será publicado. Os campos requiridos são marcados com *

*