Avanços dos servidores custarão R$ 15 milhões ao ano para os contribuintes | O Popular do Paraná
Home / Notícias / Política / Avanços dos servidores custarão R$ 15 milhões ao ano para os contribuintes

Avanços dos servidores custarão R$ 15 milhões ao ano para os contribuintes

Hissam ainda garantiu que, com um pouco mais de tempo, paga os atrasados

 

A grande maioria dos servidores públicos de Araucária terá uma grata surpresa quando abrir o contracheque neste mês de outubro. É que finalmente a Prefeitura irá pagar os avanços na carreira do funcionalismo que foram deferidos entre os anos de 2012 e 2016 e que até agora ainda não haviam sido implantados. Por ano, somente com esses extras o Município gastará R$ 15,1 milhões.

A boa nova foi anunciada pelo prefeito Hissam Hussein Dehaini (PPS) na última sexta-feira, 20 de outubro, em entrevista exclusiva em vídeo ao jornal O Popular. Nela, o prefeito ressaltou que a implantação só está sendo possível graças a uma série de ajustes que foram feitos pela Prefeitura ao longo de todo o ano, com a revisão de contratos e gratificações pagas a servidores, diminuição das despesas com cargos em comissão e tolerância zero com a manutenção de órgãos ineficientes e esbanjadores de dinheiro publico, como a Companhia Municipal de Transporte Público (CMTC). “Passamos os quatro primeiros meses de mandato pagando conta de gestões passadas. Aos poucos fomos colocando a casa em dia e hoje já conseguimos baixar o índice de gastos com pessoal, o que está nos permitindo implantar esses avanços há anos esperados pelos servidores”, ponderou.

Ainda conforme explicou o prefeito, estão sendo implantadas 1048 progressões por habilitação e outras 2.693 por qualificação, totalizando 3.741 avanços. Somente com as primeiras o acréscimo mensal estimado na folha de pagamento da Prefeitura será de R$ 499.484,98. Já as segundas custarão R$ 534.503,91, totalizando R$ 1.261.466,45. “Implantar esses avanços era um compromisso de campanha que firmei individualmente com cada servidor, mesmo com aqueles que eu não conversei pessoalmente. Desde que eu decidi ser candidato sabia que isso era possível, desde que eu governasse pensando na cidade e não em mim”, afirmou em conversa com O Popular.

Atrasados

Hissam ainda explicou que, neste momento, não será possível pagar as progressões de maneira retroativa, mas garantiu que esse passivo será quitado até o final de sua gestão. “Estamos sentando regularmente com as secretarias de Finanças, Planejamento e Gestão de Pessoas para discutir o melhor modelo para pagamento desses valores que estão atrasados. Meu desejo é pagar isso o quanto antes, talvez já no início do ano. Os funcionários podem ficar descansados que eu não vou dar calote em ninguém”, garantiu.

 

Texto: Waldiclei Barboza / Foto: Marco Charneski

Sobre Redação

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO

Seu endereço de email não será publicado. Os campos requiridos são marcados com *

*