Home / Notícias / Política / Betão garante que não haverá aumento de salário para vereadores

Betão garante que não haverá aumento de salário para vereadores


Aumento seria de mais de 20% e valeria ja a partir deste mês

Aumento seria de mais de 20% e valeria ja a partir deste mês

Após uma reunião realizada na manhã desta quinta-feira, 14 de janeiro, na sala da presidência da Câmara, com a maioria dos onze vereadores locais, o presidente da Casa, Wilson Roberto David Mota (PSD), bateu o martelo: não haverá aumento de salário para os edis.

A notícia de que os vereadores poderiam ter mais de 20% de reajuste em seus salários foi publicada na edição de terça-feira (12) de O Popular. Embora a tramitação do projeto ainda não tivesse sido iniciada de forma oficial, a direção da Casa já vinha discutindo a questão desde dezembro. Os defensores da proposta argumentavam que os cerca de R$ 1.200 a mais na conta não se tratavam de reajuste e sim de recomposição da inflação dos últimos três anos. Caso fosse levado a cabo, os novos salários dos integrantes do parlamento municipal passariam dos atuais R$ 5.992,00 para mais de R$ 7 mil.

Em lei

Falando ao O Popular no início da noite de ontem, Betão afirmou que o aumento só começou a ser discutido porque a lei que fixou o valor dos subsídios dos vereadores previu a garantia de reposição inflacionária anual. “Em dezembro fui cobrado por alguns vereadores se o projeto seria posto em votação e foi só por isso que eu iria colocá-lo, mas agora esta semana quando sentamos para discutir o assunto de forma definitiva, a grande maioria disse entender que o momento do país não permite que façamos a reposição aos subsídios. Fiquei feliz com a decisão, porque ela vai ao encontro do que penso. Então, para colocar uma pedra definitiva neste assunto, estou garantindo que eu não colocarei em pauta qualquer projeto de lei repondo a inflação dos últimos três anos aos salários dos vereadores”, enfatizou.

Os vereadores que participaram da reunião desta quinta-feira foram, além, de Betão, Alex Nogueira (PSDB), Adriana Cocci (PTN), Clodoaldo Pinto Junior (PMB), Pedrinho Nogueira (PTN) e Vanderlei Cabeleireiro (DEM). Todos já haviam sido ouvidos por nossa reportagem no início da semana e já haviam dito que não consideravam adequado o reajuste nesta altura do campeo­nato. O único vereador que afirmou com todas as letras que os edis careciam do aumento para custear as despesas de seus gabinetes foi o médico Josué Kersten (PT). Ele, no entanto, não participou da reunião de ontem. Segundo apurado por nossa reportagem, ele foi avisado do encontro, mas não apareceu porque estaria em férias em seu apartamento de frente para o mar na praia de Florianópolis, em Santa Catarina.

Texto: Waldiclei Barboza / FOTO: MARCO CHARNESKI

Sobre Redação

Redação

7 comments

  1. pelo menos uma atitude coerente com a real situação de araucária

    agora falta só esses vereadores cumprirem com sua função e fiscalizar de verdade e não ficar colocando CCs para cargos em troca de uma parte do salário

    né Pedrinho da Gazeta????????????????????????????????????????

  2. Loco de inteligentes isso sim,imagina ano de eleição acham q iriam fazer diferente?Ja começou canpanha.
    E ainda o liso do betao,iria perder a oportunidade de fazer o teatro dele e a imagem de moço fragil.
    O cara é funcionario do meio ambiente ganha 13 500 e a justiça disse q é legal ele optar pelo salario de 13e meio ao inves do de vereador mesmo sendo legislativo.Vai entender esses juristas ne!

  3. Esse betão é quase lider de uma máfia.

    fica iludibriando os pobres dos agricultores e usando a tonta da esposa dele pra fazer campanha política durante o ano todo.

    E os coitados dos agricultores acreditam que eles são os poderosos e votam nele.

    • Nem ganha com o voto dos agricultorres,ninguem ganha mais com voto deles,ganha se com voto dos bairristas e ai nesses é mais facil de manipula los e ate bem mas bem mais barato.Voto de agricultura é comcorrido demais e ele ficou em terceiro la,perdeu pro nogueira e cabrini .Ele é um cara de boas ideias,se fosse so oposição seria muito bom pra araucaria,mas como sempre é situação muda muito facil de ideia e de “amigos”.

      • Pra ele nem importa aumentar os salarios do legislativo, ele é funcionario do meio ambiente,vereador e a lei o permite optar por um dos 2 salarios.O da prefeitura é quse 3 vezes maior.

  4. indignado, temos o direito de opinião contrarias, concordar ou não, criticas podem ser feitas, mas seu direito termina quando vc ofende a outra parte, ainda mais da forma anônima, vc pode usar o anonimato mas para ofender fica complicado né, parece que não tem coragem de coloca o nome, tudo bem discutir um bom debate , vivemos em democracia, mas ofende a família do nobre presidente do legislativo, sem colocar o nome, se vc tem certeza das acusações que fez contra o BETÃO, COLOQUE NOME, ou procure ele na presidência , é facil falar de pessoas públicas no anonimato né. faça como o colunista deste jornal ele faz a critica de forma coerente sem ofender familiares das autoridades.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*