Home / Notícias / Política / Guarda Municipal receberá quase R$ 1 milhão em investimentos

Guarda Municipal receberá quase R$ 1 milhão em investimentos

Previsão da Prefeitura é abrir licitação até semana que vem

Previsão da Prefeitura é abrir licitação até semana que vem


A Prefeitura de Araucária anunciou na última sexta-feira, 23 de outubro, até o final deste mês deve ser aberto o processo licitatório para compra de novo fardamento e outros equipamentos de trabalho para a Guarda Municipal. Embora a notícia tenha sido divulgada alguns dias após um protesto da corporação que pedia, entre outras coisas, me­lhores condições de trabalho, a informação da Secretaria Municipal de Comunicação Social (SMCS) é a de que os investimentos já estavam previstos, com os editais de licitação tramitando em sua fase interna muito antes da manifestação.

Além dos guardas municipais, também serão comprados novos uniformes para os agentes de segurança, totalizando R$ 882.128,75 em investimentos. De acordo com a Secretaria Municipal de Segurança Pública (SMSP), cada um dos 164 guardas e 120 agentes receberá dois kits de uniformes. Cada um deles é composto por uma camisa, calça, camiseta, jaqueta, boina, biriba para colocar o nome dos profissionais, colete, botina/coturno, cinto de guarnição, porta-algema, porta-tonfa, porta-arma, dentre outros. Nesta licitação ainda estão previstos a compra de duzentas tonfas e cem algemas, além de distintivos. “Um profissional bem estruturado, bem equipado, se sente mais seguro para realizar seu tra­balho de maneira mais altiva. É com satisfação que temos conseguido essas conquistas para eles”, comentou a secretária municipal de Segurança Pública, Rita Aparecida de Oliveira.

Novos coletes balísticos serão comprados ainda este ano

Outra das principais reivindicações dos guardas municipais também deve ser atendida este ano: a troca dos coletes à prova de bala. A secretária de Segurança Pública, Rita Aparecida de Oliveira, explica que realmente houve atraso na aquisição do equipamento por se tratar de um material cuja compra é controlada pelo Exército Brasileiro. “Desde que assumi a secretaria, esse era um problema que nos incomodava muito, já que o colete balístico se trata de um equipamento para segurança do profissional. Neste meio tempo tentamos resolver a situação e nas últimas semanas conseguimos a autorização do Exército para a compra”, comenta.

Conforme a secretária, serão comprados setenta coletes balísticos para substituir os que já estão vencidos. Os modelos a serem adquiridos são melhores dos que os utilizados pela Guarda atualmente. “Vamos comprar o modelo III-A, que é o máximo que o Exército nos autoriza a adquirir. Hoje, os guardas usam o II-A”, explica. Cada colete deve custar em média R$ 1.000,00.

Rita afirma ainda que também já iniciou o procedimento para a troca de outros 51 coletes, com vencimento em março do ano que vem. “Já estamos encaminhando ao Exército a solicitação para compra desses 51 coletes. Como estamos nos antecipando, tenho certeza de que o problema que se viu agora não se repetirá. Assim, em março de 2016, quando os coletes que vencerem for encaminhado à destruição os novos já estarão comprados”, garantiu.

Texto: Waldiclei Barboza / FOTO: DIVULGAÇÃO

Sobre Redação

Redação

3 comments

  1. A pergunta que deve ser feita agora,Olizandro de onde veio o dinheiro?Porque desde 2013 nunca teve.Ei Joval porque agora veio dinheiro?Desde 2013 nunca tinha e porque agora tem?

  2. Agora tem dinheiro ne,porque sera?Sera q tem alguma coisa a ver com a proximidade da eleição ja ano q vem?

    • Não! Claro que não! Nossos políticos pensando em conseguir voto? Óbvio que não! Que maldade. Eles estão pensando no bem da população. ACredito que até fizeram uma vaquinha vendendo suas mansões e terrenos em Araucária para conseguir esse dinheiro para a Guarda.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*