Home / Notícias / Política / MP quer que a população dê a sua opinião

MP quer que a população dê a sua opinião


gfgg
O novo round da briga que está sendo travada entre a população araucariense e a Câmara na discussão sobre a ampliação de onze para quinze no número de vereadores da cidade já tem data, horário e local para acontecer: terça-feira, 24 de maio, a partir das 19h30, no anfiteatro do Colégio Bom Jesus, em frente ao Teatro da Praça. É lá que acontecerá a audiência convocada pelo Ministério Público local para discutir o tema.

A reunião, cujo principal objetiva será ouvir o cidadão comum araucariense está sendo promovida pela 1ª Promotoria de Justiça da Cidade. Na portaria que oficializou o encontro, a promotora Ticiane Louise Santana Pereira foi dura ao justificar a importância de que o morador local seja ouvido a respeito do tema com a máxima urgência. “O que se vislumbra no presente caso é uma verdadeira manobra do Poder Legislativo, a fim de confrontar com a realidade fática da sociedade araucariense”, vaticinou. Além de Ticiane, também está à frente da audiência o promotor David Kerber de Aguiar.

Segundo o parquet, a audiência pública é uma importante ferramenta que dispõe o Ministério Público para dar voz aos anseios da comunidade e que ele espera o morador de Araucária faça uso desse espaço na próxima terça-feira. “Estamos fazendo esse encontro para ouvir o cidadão comum, o morador de Araucária, bem como as entidades da sociedade civil organizada”, disse, acrescentando que as inscrições para fazer uso da palavra no dia do evento poderão ser feitas antes do início da reunião, no próprio local do encontro.

Serviço

A audiência está marcada para acontecer na próxima terça-feira, 24 de maio, a partir das 19h30, no anfiteatro do Colégio Bom Jesus, antigo Seminário, que fica na rua São Vicente de Paulo, no Centro, em frente ao Teatro da Praça.

Texto: Waldiclei Barboza / FOTO: Divulgação

Sobre Redação

Redação

One comment

  1. O verdadeiro motivo para essa proposta não é aumentar a representatividade, e sim aumentar as chances dessas pessoas se elegerem ano após ano e continuarem nessa vida tranquila. Senhores: Não precisamos de mais representatividade, precisamos de eficiência, precisamos de honestidade, precisamos de ação, precisamos recuperar a confiança nos agentes políticos que nunca estiveram tão baixo, quase inexistente

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*