Prefeitura muda fórmula de cobrança da taxa do lixo | O Popular do Paraná
Home / Notícias / Política / Prefeitura muda fórmula de cobrança da taxa do lixo

Prefeitura muda fórmula de cobrança da taxa do lixo

Um projeto de lei aprovado pela Câmara de Vereadores na semana passada alterou a fórmula como é calculado o valor que cada contribuinte araucariense paga de taxa de coleta de lixo.

Atualmente, há dois tipos de contribuintes: os residenciais e os comerciais. Os primeiros pagam R$ 115,38 por ano e os segundos, R$ 184,69. Com a aprovação da lei, a partir de 2018, os contribuintes passam a ser divididos em cinco categorias: residenciais, comerciais, industriais, de utilidade pública e os enquadrados na chamada taxa social da Sanepar.

Além das novas categorias, a cobrança da coleta de lixo passa a variar conforme o consumo de água do contribuinte. Quanto mais água a pessoa gasta maior será o valor da taxa de coleta de lixo que ela terá de pagar.

Pelas novas regras, a Prefeitura estipulou um coeficiente a ser aplicado para cada faixa de consumo. Também foi fixado o valor da taxa de coleta de lixo em R$ 234,00, o qual será corrigido anualmente pelo IPC-Ipardes.

Embora a taxa cheia da coleta de lixo tenha sido fixada em R$ 234,00 não é este o valor efetivo que será cobrado dos contribuintes. Este valor é apenas referencial. Para se chegar ao valor efetivo, é preciso fazer uma continha: pegamos o valor anual da taxa de coleta, dividimos pelo número de meses do ano e multiplica-se por um coeficiente que varia conforme o consumo mensal de água. O resultado desta fórmula é o valor mensal que será cobrado juntamente com a conta de água a título de taxa de coleta de lixo. Achou complicadinho? Não se preocupe, fizemos as contas pra você. Ela está na tabela que ilustra a matéria.

Vai subir

Com a mudança na legislação, o que temos de concreto mesmo é que o valor global que o contribuinte araucariense pagará de coleta de lixo vai subir em 2018 para todas as faixas de consumo residencial e para boa parte das comerciais e industriais. Só como exemplo, peguemos a menor faixa de consumo de água da faixa residencial, que este ano pagou R$ 115,38 de coleta de lixo. No ano que vem ele pagará R$ 140,40. Um reajuste na casa de 22%.

Outra mudança é na quantidade de parcelas, neste ano a taxa de coleta de lixo foi parcelada em oito vezes, as quais foram cobradas na conta de água. A partir do ano que vem a cobrança será feita em doze vezes, também na fatura da Sanepar.

 

NOVOS VALORES DA TAXA DE COLETA DE LIXO A PARTIR DE 2018

Texto: Maurenn Bernardo

Sobre Redação

Redação

5 comentários

  1. Só no bolso do cidadão… queria entender por qual motivo eles querem cobrar mais taxa de lixo de quem consome mais água? Tem alguma relação uma coisa com a outra? E a pessoa que quiser retirar a taxa da conta de água e pagar separado como foi permitido esse ano? Ai vai lá paga pela média e gasta muito mais água depois… sei lá, acho que não deviam vincular uma coisa com a outra…

  2. Parabéns para o prefeito cada vez ficando pior essa araucária moro a 24 anos nunca teve tão Ruin assim perdi meu voto

  3. Isso é um Absurdo!!!

  4. Eita, 300 de taxa de lixo?! E o IPTU vai pra onde?

DEIXE UM COMENTÁRIO

Seu endereço de email não será publicado. Os campos requiridos são marcados com *

*