Home / Notícias / Política / Sob protestos, vereadores aprovam novo quadro de CCs da Câmara

Sob protestos, vereadores aprovam novo quadro de CCs da Câmara


sessãoaumento5
A sessão plenária da Câmara de Vereadores desta segunda-feira, 16 de maio, foi tumultuada. O motivo? A votação do projeto de lei instituindo o novo quadro de cargos em comissão da Casa, que permitirá aos edis recontratar parte dos assessores recentemente demitidos em razão de uma recomendação do Ministério Público local.

Com o plenário lotado, a sessão foi tumultuada mesmo antes de seu início, quando alguns dos presentes colaram nas paredes cópias de notas de reais com os rostos de alguns vereadores. Incomodado com o protesto, parte dos edis se recusou a iniciar a sessão enquanto as “cédulas” estivessem coladas na parede. O presidente da Casa, Wilson Roberto David Mota (PSD), determinou então que os seguranças da Câmara fizessem à “limpa da grana”. Após isso, os trabalhos foram finalmente iniciados.

A votação do projeto em si foi rápida, mas como a matéria era a última da ordem do dia, toda a sessão transcorreu num clima tenso, com os cidadãos presentes jogando aviões de dinheiro para dentro do espaço destinado aos vereadores. Palavras de ordem também eram volta e meia gritadas.

Chamou a polícia

Quando o projeto foi finalmente analisado, apenas um vereador dos onze presentes se manifestou contrário à sua aprovação: Clodoaldo Pinto Junior (PROS). Já o vereador Paulo Horácio fez um pedido de destaque ao texto.

Tão logo foi encerrada a votação, o plenário foi tomado pelas vaias dos presentes. Dois cidadãos pegaram as notas de reais e jogaram em direção aos edis, como forma de protesto. Betão ficou enfurecido com a ação e determinou que a Polícia Militar tirasse os dois do plenário. Nova vaia da população presente. Betão insistiu e disse que a segurança da Casa, a PM e a Guarda Municipal fizessem a retirada das pessoas que protestaram jogando dinheiro falso em direção aos edis. Bem mais cautelosos e centrados do que o presidente, os policiais apenas observaram a situação e como o protesto não colocou em risco os edis, não cumpriram a determinação de Betão.

O projeto

O projeto aprovado na sessão de ontem acaba sendo uma evolução com relação à resolução atual que normatiza a contratação de comissionados. Isso porque ele diminui de 97 para 69 o número de CCs da Casa. Do mesmo modo, o salário dos assessores, que antes era superior ao dos próprios vereadores, passa a ser de R$ 5.778,67 mensais, duzentão a menos do que ganha um edil.

Mas, se o projeto votado ontem diminui o número de CCs e seus salários, qual seria a razão do protesto? Segundo alguns dos presentes, a diminuição foi tímida em relação ao que poderia ter sido praticada. Eles ainda disseram que a Câmara passou o último mês sem ter 79 dos 97 comissionados e não houve qualquer prejuízo ao cidadão araucariense. “É bom deixarmos claro que essa redução só está acontecendo agora porque houve uma pressão do Ministério Público. Também é importante dizer que ainda por conta da ação do MP a Câmara exonerou no último mês 79 CCs e não houve prejuízo aos trabalhos da Casa mesmo com cada vereador tendo apenas um assessor nos últimos trinta dias. E, agora, eles vêm e aprovam um projeto para aumentar de um para quatro o número de assessores. Na prática, o que estamos vendo não é uma redução e sim um aumento de assessores. E tudo isso é pago com o nosso dinheiro”, enfatiza Hiderson Marciano, um dos líderes do movimento que foi à Câmara ontem.

No link abaixo, confira a íntegra do projeto de lei aprovado ontem.
Clique aqui

Sobre Waldiclei Barboza

Waldiclei Barboza
Waldiclei Barboza é jornalista da editoria de Política de O Popular do Paraná desde 2005. Sempre às quintas-feiras, publica neste espaço e na edição impressa de O Popular uma Coluna sobre o dia a dia da política local.

4 comments

  1. Resumindo nariz de palhaço denovo!Mas me expliquem porque nao consigo entender,os juristas acham abusivo o numero de ccs pedem pra abaixar,fica um mes baixo dai o legislativo decide aumenta los novamente?E aonde fica os juristas nisso?Entao quer dizer ainda gastou se bem mais dinheiro do que com 79 ccs de antes pois teve as indenizaçoes para os q sairam e os mesmos entrarao agora

  2. É a polícia dando um show de tino.

  3. Não precisamos de tantos CC’s, muito menos te tantos vereadores que não fazem porcaria nenhuma além de olharem para os próprios umbigos!!!

  4. ARAUCACIA CIDADE PIADA DO PARANA!!

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*