Home / Notícias / Política / Tribunal de Justiça libera ex-vereador Pedrinho Nogueira

Tribunal de Justiça libera ex-vereador Pedrinho Nogueira

O desembargador José Carlos Dalacqua mandou soltar na última segunda-feira, 25 de junho, o ex-vereador Pedrinho Nogueira, que estava preso no Complexo Médico Penal (CMP) desde o dia 25 de abril por conta da deflagração da fase Mensalinho da operação Sinecuras.

Pedrinho era o único vereador da legislatura passada que ainda permanecia detido. Ele foi solto com a condição de pagamento de fiança no valor de quarenta salários mínimos, uso de tornozeleira eletrônica e outras medidas cautelares.

Com a saída de Pedrinho, o único réu da fase Mensalinho que segue preso em regime fechado é o ex-prefeito Rui Sérgio Alves de Souza (PTC). Este, porém, já tem quase uma dezena de mandados expedidos contra si, inclusive, com duas condenações em primeiro grau, por conta do envolvimento nas fases da operação Fim de Feira.

Ao todo, são quatorze os réus nesta fase da operação. Além de Rui e Pedrinho, também são apontados pelo Ministério Público como integrantes do esquema Alex Nogueira, Adriana Cocci, Clodoaldo Pinto Junior, Esmael Padilha, Francisco Cabrini, Josué Kersten, Paulo Henrique Areias Horário, Pedro Ferreira de Lima, Vanderlei Cabeleireiro e Roberto Mota, todos vereadores na legislatura 2013-2016. Os outros dois acusados são João Caetano Saliba Oliveira e Olizandro José Ferreira, secretário de Governo e prefeito, respectivamente, na gestão 2013-2016.

A ação encontra-se atualmente na fase de apresentação de defesa prévia pelos réus. Esta etapa deve ser concluída já nos próximos dias. Depois disso, os autos seguem para o juiz responsável, que deve designar audiência de instrução, oportunidade em que serão ouvidas as testemunhas arroladas pela defesa e acusação. Uma sentença nestes autos, porém, não deve sair ainda em 2018.

 

 

Texto: Waldiclei Barboza

Publicado na edição 1119 – 28/06/2018

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*