Home / Colunas / Coluna do IMA / Câncer de colo do Útero

Câncer de colo do Útero


1. O que é câncer do colo do útero?

É um tumor que se desenvolve a partir de alterações no colo do útero, que se localiza no fundo da vagina. Essas alterações chamadas de lesões precursoras e são curáveis na maioria das vezes. Se não tratadas podem, após alguns anos, se transformar em câncer.

2. O que a mulher pode sentir?

Quando a mulheres tem uma lesão precursora não sente nada. Apenas o exame preventivo pode descobrir a alteração. O câncer no início também não dá sinais. Porém, mais tarde, podem aparecer corrimento, sangramento e dor.

3. O que pode levar ao câncer do colo do útero?

A causa é a infecção persistente pelo Papilomavírus Humano, o vírus HPV. Existem mais de 100 tipos de HPV, embora poucos causem o câncer do colo do útero. A infecção pelo HPV é muito frequente e quase sempre cura-se espontaneamente, ou seja, a persistência da infecção e a evolução para o câncer são raras. Embora o HPV seja um vírus sexualmente transmissível, o uso de preservativo (camisinha) não impede totalmente o contágio. O fumo aumenta o risco do câncer.

4. Como evitar o câncer do colo do útero?

Fazendo o exame preventivo (Papanicolau). Quando as alterações que antecedem o câncer são identificadas e tratadas, é possível prevenir a doença em 100% dos casos.

5. O que é exame preventivo?

É a coleta de material do colo do útero por meio de espátula e escovinha. Este material é enviado ao laboratório para análise. O exame é rápido e, para a maioria das mulheres, não causa dor. Em alguns casos, pode provocar incômodo passageiro.

6. Quem deve se submeter ao exame?

Mulheres entre 25 e 64 anos que tem ou já tiveram atividade sexual.

7. Com que frequência deve ser feito o preventivo?

Os dois primeiros exames devem ser feitos com intervalo de um ano. Se os resultados desses exames forem normais, o exame passará a ser feito a cada três anos. O exame pode ser feito durante a gravidez se estiver na época recomendada.

8. Quais os cuidados para a realização do exame preventivo?

• Não estar menstruada.
• No dia anterior ao exame: não ter relação sexual e não usar duchas, lubrificantes ou medicamentos vaginais. Em caso de sangramento fora do período menstrual, a mulher deve sempre ser examinada por médico.

9. O que fazer após o exame?
A mulher deve retornar ao local onde foi realizado o exame para receber o resultado e as orientações. Tão importante quanto realizar o exame é saber o resultado.

10. E se o resultado der alguma alteração?

O médico poderá solicitar a repetição do exame preventivo ou encaminhar a mulher para a realização de outros tipos de exame. Caso necessário, será indicado um tratamento.

Nosso site: www.clinicaima.com.br
Facebook.com//institutodemedicinadearaucaria

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*