Home / Colunas / Coluna do IMA / Catarata

Catarata


Doença oftalmológica muito comum em idosos, caracterizada por diminuição progressiva da visão podendo chegar até ce­gueira. O diagnóstico pode ser feito através de um simples exame oftalmológico.

A catarata é definida como qualquer opacificação do cristalino – uma lente natural que possuímos dentro do olho, logo atrás da íris (colorido do olho) – que atrapalhe a entrada de luz nos olhos, acarretando diminuição da visão. Estas alterações podem evoluir de pequenas distorções visuais até a cegueira.

A catarata pode aparecer em qualquer idade, entretanto na maioria das vezes acomete pessoas acima dos 60 anos. Pode ser congênita, quando presente já ao nascimento; secundária, decorrente de diversos fatores como trauma, inflamações oculares e uso de medicamentos (principalmente corticóides); e a catarata senil, que é um processo natural de envelhecimento dos olhos decorrente da própria idade. Não costuma ser hereditária.

Todos os casos em que a pessoa apresente diminuição da acuidade visual, geralmente de forma lenta e progressiva, deve ser suspeitado de catarata, principalmente se acima dos 60 anos de idade. O diagnóstico é feito através do exame oftalmológico.

O tratamento da catarata é cirúrgico. Não há, pelo menos por enquanto, qualquer medicação ou outro tratamento clínico comprovado que elimine a catarata ou evite sua progressão. Entretanto, nem todas as pessoas que apresentem catarata vão obrigatoriamente precisar de cirurgia. A indicação de cirurgia vai depender do quanto está atrapalhando a realização das atividades habituais da pessoa. Em estágios iniciais, o uso de óculos pode oferecer melhora da visão, sem que a pessoa precise se submeter a procedimento cirúrgico. A cirurgia é realizada com anestesia local, sem que haja a necessidade de a pessoa ficar internada.

No caso de não se realizar o tratamento cirúrgico, quando indicado, pode-se haver importante diminuição da visão, podendo em alguns casos evoluir para cegueira, que geralmente é possível de me­lhora com a cirurgia. Sabe-se que ainda hoje a catarata é a principal forma de cegueira reversível.

A prevenção da catarata depende da identificação e diminuição de fatores de risco, entre os quais a exposição à radiação ultravioleta, tabagismo, ingestão de bebidas alcoólicas e uso inadvertido de medicações. No caso de pacientes com diabetes, manter o bom controle da glicemia é fundamental.

Visite nosso site: www.clinicaima.com.br
facebook.com/institutodemedicinadearaucaria

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*