Home / Colunas / Coluna do IMA / Doença de Refluxo Gastro-Esofágico

Doença de Refluxo Gastro-Esofágico


O que é o refluxo?

O estômago produz substâncias químicas (Principalmente ácidas), necessárias a digestão dos alimentos. Existe um mecanismo valvular funcional na entrada do estômago, para impedir que o conteúdo do estômago se desloque para o esôfago. Quando este sistema valvular, não funciona adequadamente, as substâncias ou parte delas que se encontram no estômago “sobem”, para o esôfago, causando os sintomas do refluxo, principalmente a azia (Queimação no meio do peito)

O que é a hérnia de hiato?

Hérnia de hiato não é a mesma coisa que refluxo. Nem todo mundo que tem refluxo tem hérnia de hiato e nem todo mundo que tem hérnia refere queixas de refluxo. A hérnia ocorre quando o sistema valvular referido anteriormente encontra-se alargado permitindo que uma pequena parte do estômago, “suba”para o torax , numa extensão acima de 2 cm. Às vezes, é necessário tratamento cirúrgico para corrigir a hérnia.

Quais os sintomas do refluxo gastro-esofágico?

O principal sintoma é a queimação na “boca do estômago”, que “sobe”para o tórax. Porém a doença do refluxo pode causar diversos outros sintomas, como, irritação na garganta, pigarro, tosse seca, arrotos frequentes, mau hálito, etc…

Como fazer o diagnóstico?

Na consulta, pelos sintomas apresentados e exame médico, já é possível suspeitar deste diagnóstico, e o médico poderá iniciar o tratamento. No entanto como o refluxo apresenta diversos tipos de sintomas, é prudente realizar exames complementares para confirmar a doença e afastar outras causas, principalmente em pacientes acima de 40 anos. O principal exame a ser realizado é a endoscopia digestiva, mas poderá haver necessidade da realização de outros exames.

Qual o tratamento?

O tratamento poderá ser clínico (com remédios) ou com cirurgia, dependendo de cada caso, avaliando-se vários fatores, como, a causa do refluxo, intensidade dos sintomas, idade do paciente, etc..

Quais as causas do refluxo?

O refluxo tem uma tendência hereditária, sendo comum acometer várias pessoas na mesma família. Mesmo pessoas magras podem ter refluxo, porém a obesidade piora os sintomas, bem como determinados hábitos alimentares, fumo, alimentos gordurosos, café, chocolate, refrigerantes, etc…

Quando se deve operar?

A maioria dos casos é de tratamento clínico, mas nos casos em que a pessoa tem refluxo associado a hérnia hiatal, poderá ser indicado a cirurgia, para corrigir a hérnia. Porém nem todos os pacientes com hérnia de hiato devem ser operados, cada caso deve ser avaliado cautelosamente pelo seu médico antes de indicar a cirurgia. Cirurgias realizadas com boa indicação terão exelentes resultados, mas as cirurgias realizadas, sem avaliação criteriosa dos fatores envolvidos em cada caso, poderão apresentar resultados ruins, com efeitos colaterais desagradáveis e de difícil controle depois da cirurgia.

Como é o tratamento clínico?

O tratamento clínico é especifico para cada caso, mas basicamente são utilizado medicamentos para reduzir a produção de ácidos do estômago, associado a cuidados alimentares e orientações de hábito de vida, que devem ser permanentes (O tratamento não é igual para todos)

Como é o tratamento cirúrgico?

Como já mencionado a cirurgia é indicada principalmente nos casos de hérnia hiatal, (lembrando mais uma vez que nem todos os casos de hernia hiatal tem indicação de cirurgia). A cirurgia é realizada por videolaparoscopia (Não há necessidade de fazer aquelas incisões grandes que se faziam no passado), onde é corrigida a hérnia hiatal, fechando-a, com isto impedindo o refluxo do conteúdo do estômago, para o esôfago.

Visite nosso site:

www.clinicaima.com.br
facebook.com/institutodemedicinadearaucaria

Texto: Dr. Janiro Zattoni Gomes Barbosa Gastroenterologista – CRM 9917

Publicado na edição 1165 – 30/05/2019

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*