Home / Colunas / Coluna do IMA / Gripes, Rinites e Resfriados

Gripes, Rinites e Resfriados


No período de inverno aumenta muito os casos de doenças respiratórias, especialmente em nossa cidade que além de ter um clima frio, apresenta poluição, que no período de inverno se agrava com a alta densidade do ar, deixando o ar que respiramos repleto de poluentes e alérgenos.

É comum nesta época do ano haver confusão entre os mais frequentes quadros respiratórios que são, a rinite, o resfriado e a gripe propriamente dita.

A rinite não é uma doença infecciosa, mas sim uma resposta de nosso organismo quando em contato com algum alérgeno, sendo o mais comum o ácaro, que se aloja em locais com poeira e mofo. Estando nas roupas que ficam muito tempo guardadas, cobertores, travesseiros, colchões, carpete, ar condicionado etc.. Causa principalmente coriza, espirros, e pruridos em olhos e nariz, não sendo acompanhada, de febre, dores ou mal estar.

O resfriado causa coriza, irritação na garganta, tosse e febre baixa, tosse seca, calafrios e mal estar, normalmente não impedindo a pessoa de realizar os seus afazeres diários. Em geral os sintomas são leves e duram de 3 a 4 dias.

Já a gripe, causa os sintomas do resfriado de forma mais exacerbada, com dores de cabeça, dores no corpo, tosse com secreção, febre alta (acima de 38 graus). Neste caso impossibilitando a pessoa de realizar suas atividades habituais. Os sintomas podem persistir de 7 a 10 dias.

As gripes e resfriados, são causados por vírus, sendo transmissíveis através das secreções eliminadas, na coriza, espirros e tosse. Não são tratadas com antibióticos e dependem da imunidade da pessoa. O tratamento é apenas sintomático, com analgésicos / descongestionantes / mucolíticos. Deve-se procurar um médico para o correto diagnóstico, usar os medicamentos prescritos, fazer repouso e manter-se bem hidratado. Quando não se toma os devidos cuidados podem evoluir para quadros de sinusites ou até pneumonias (principalmente em pacientes debilitados ou idosos).

Quando você “pega” uma gripe, você fica imune àquele vírus especifico, porém existem centenas de vírus que podem causar resfria­dos e gripes, além disto estes sofrem mutações frequentes, por isto que sempre “pegamos” varias gripes durante a vida e cada uma delas é um vírus diferentes.

A prevenção passa por termos cuidados com nossa imunidade, isto é nos alimentarmos bem, tomarmos bastante líquido, praticarmos atividades físicas regulares e controlarmos o “stress”, mantermos cuidados de higiene, como lavar as mãos.

Cuidados de higiene são fundamentais pois o principal meio de transmissão é através das mãos (por isto devemos lavá-las frequen­temente) e pelo ar (a pessoa gripada deve proteger mãos e nariz ao espirrar ou tossir, sendo recomendado a distância de 1 metro das outras pessoas, quando tossir ou espirrar). No inverno a transmissão é maior, não diretamente pelo frio, mas devido condições que o frio proporciona, quando as pessoas se aglomeram em ambientes fechados e pouco ventilados (ônibus, carros, bancos, em casa, etc…), onde a proximidades das pessoas facilita a transmissão do vírus. O vírus não voa e nem fica flutuando no ar ele fica nas gotículas expelidas na tosse ou espirros e principalmente nas mãos que limpa o nariz e protege a boca na tosse, ou seja no próximo cumprimento de mãos, se a pessoa cumprimentada levar a mão à boca ou nariz fecha-se o ciclo e mais uma pessoa é contaminada.

Visite nosso site: www.clini­caima.com.br

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*