Home / Colunas / Coluna do IMA / O que é Tireóide?

O que é Tireóide?


A glândula tireoide se situa na região anterior do pescoço, em frente à traqueia. Pesa de 20 a 25g e é responsável pela produção do hormônio tireoidiano, essencial para o correto metabolismo e função de praticamente todos os órgãos, como cérebro, osso, fígado, gordura e sistema cardiovascular. Quando a tireóide produz em excesso ou em menor quantidade o hormônio da tireoide, surgem os problemas que levam o paciente à consulta médica. Quando em excesso, pode causar no indivíduo sintomas como palpitações, emagrecimento, tremores, diarreia, intolerância ao calor.

Diante de déficit hormonal, surgem sintomas como fadiga e desânimo para realizar as atividades diárias, insônia, constipação, retenção líquida, intolerância ao frio. Caso a pessoa apresente um quadro semelhante ao citado, é aconselhável avaliar a função da tireoide através de alguns exames de sangue.

Outra situação que leva muitos pacientes ao consultório são os nódulos da tireoide. São achados clínicos comuns, podendo acometer de 3 a 7% da população, sendo que mulheres e idosos são mais afetados. Apesar da maioria dos nódulos serem benignos, é preciso descartar a possibilidade de malignidade quando o nódulo apresenta características suspeitas, vistas pela ultrassonografia de tireóide. O exame que possibilita a distinção entre benignidade e malignidade do nódulo é a punção aspirativa por agulha fina (PAAF), que consiste em retirar uma pequena amostra do tecido através da aspiração. É um procedimento tecnicamente simples e fácil de ser executado, devendo ser realizado caso indicação médica.

O câncer de tireoide pode surgir em qualquer pessoa, mas existem alguns fatores de risco que podem aumentar a chance de seu desenvolvimento, tais como historia familiar da neoplasia em parente de 1º grau, sexo masculino e irradiação cervical prévia.

É importante ressaltar que a presença de nódulos não tem relação com a função da tireóide, sendo que na maioria das vezes a glândula com nódulos apresenta funcionamento normal. Quando os nódulos começam a crescer muito em tamanho e comprimir as estruturas vizinhas como traquéia e esôfago, podem surgir sintomas como falta de ar, rouquidão e dificuldade para engolir alimentos e líquidos. Nestes casos, é necessário o tratamento com iodoterapia para redução do tamanho da tireoide ou retirada cirúrgica da glândula, para alívio dos sintomas. Vale ressaltar, no entanto, que os sintomas citados podem não estar relacionados com a presença de nódulos na tireóide, devendo ser pesquisadas outras possíveis causas, como problemas pulmonares e distúrbios gastroesofágicos.

VISITE NOSSO SITE: www.clinicaima.com.br
FACEBOOK: facebook.com/institutodemedicinadearaucaria

 

 

Publicado na edição 1118 – 21/06/2018

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*