Home / Colunas / Editorial / Não dá nada?

Não dá nada?


O final de semana foi um dos mais violentos nos últimos tempos em Araucária. Não porque tenha ocorrido algum crime bárbaro (como se matar alguém já não fosse algo extremo), mas pela quantidade de ocorrências. Foram três homicídios. Um taxista matou um colega de profissão, supostamente por motivos passionais; um rapaz foi morto possivelmente por acerto de contas, também baleado e outro homem foi esfaqueado pela companheira no meio de uma briga do casal e também morreu. Além desses, em pelo menos mais dois casos houve quem tentou matar seus desafetos, sem sucesso. Isso sem contar os muitos acidentes de trânsito, desta vez sem vítimas fatais.

Ao contrário da média, neste final de semana não foi apenas envolvimento com drogas a motivação dos crimes. Relações que chegaram ao limite, onde não houve mais condições de uma solução menos trágica, seja por ciúmes ou desentendimentos conjugais que ninguém vai conseguir explicar realmente.

De qualquer forma, o que se percebe é que as pessoas estão chegando a situações extremas cada vez com mais facilidade. E se importando menos com o ato de tirar a vida do próximo. O pior disso é que nestas situações muito pouco ou quase nada pode ser feito pelas autoridades policiais que não seja chegar depois que a desgraça já aconteceu, contabilizar o prejuízo de vidas e prender os autores.

Alguns até podem dizer que é natural que, vivendo em sociedade, com pessoas que se entendem e outros nem tanto, os relacionamentos vão criando tensões que uma hora ou outra vão acabar arrebentando. E no meio disso cada um deve saber onde e com quem se mete para não acabar sendo vítima, ou quem sabe recebendo o troco, por atitudes que tomou achando que não daria nada. Pense nisso e boa leitura.

Sobre Redação

Redação

One comment

  1. Falta de respeito pela vida…

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*