Home / Colunas / Isidorio Duppa / Cantada de pedreiro

Cantada de pedreiro


Percizando aumentar chiquerón porque as porca ton tudo prenha e fazer coisa caprichada de tijolo e piso de cimento iéu chamando o Aguinaldo Pedrero pra fazer orçamento. Aguinaldo se achegando no final das tarde e dizendo que podendo daqui uns dois méis proque estando empenhado na cidade com casa de granfino e hoje em dia non se achando mais gente querendo trabaiar no pesado porque perferindo as moleza das bolsa do governo. Fiquemo prosiando na hora do chimarón e Aguinaldo foi falando de assunto que me interessando, foi contando as vatage de ser pedrero na cidade porque podendo mecher com as muiér quando passando na frente da obra e que dando resultado porque as feia se sintindo donzela e furunfando com os pedrero despois do serviço do dia, que iéle já perdendo as conta de quantas furunfada iéle já dando. Desgracéra Mésmo!!! Aguinaldo feio do jeito que iéle sendo pegando as muiér desse jeito e iéu que sendo um polaco ajeitado non conseguindo nem as gorda sardenta da rodoviária? Iéu preguntô como que iéle fazéndo pras muiér se interessar e Aguinaldo dizendo que sendo só dar uma cantada e que pedreiro e iéle sendo especialista no assunto de cantada. Iéu pensando, iéu sendo cantor e dando umas cantada por aí das véis enquando, mesmo ansim non rendendo porcaria nenhuma e iéle que nem sabendo cantar se dando bem com muierada. Enton Aguinaldo preguntando se iéu non querendo passar um dia na obra pra aprender como que iéle fazéndo pras conquista, zóio de aregalando! Iéu falando que querendo mesmo aprender novas estratégia sem iéle saber que nem estratégia vélha iéu tendo e notro dia foi na obra do Aguinaldo conhecer do assunto, se achegando, Aguinaldo já me dando uma calça coringa e uma camiseta de político pra vestir e foi explicando que quando passar uma muiér na calçada tem que ver nas mon se tendo aliança, quando com os dedo de oro miór non mecher, mais quando non tiver aliança começa com um assubiu e depois diz uma coisa bunita e diferente. Passado uma muiér Aguinaldo enton assubiô e quando muiér zoiô iéle dizendo: Gata, Você é o arroz da minha janta. Muier enton deu soriso e continuô andando, Aguinaldo dizendo que iésta já estando no papo. Passando outra Aguinaldo assubiô e falô: Gata, você no sofá me faz perder o controle, muiér deu piscada pra iéle e disse que despois voltando. Lazarento, como que conseguindo? Aguinaldo foi explicando que tem que falar coisa ansim que as gata fazem pra ficar diferente, ansim do tipo: Gata, vem arranhar meu coraçon, Gata, dou sete vidas pra você me dar uma, Gata, eu trepo no telhado por você e ansim por andiante e mandou iéu testar a estratégia na prochima muiér que passando. Iéu pensando no que falar, pensô, pensô em coisa que as gata fazem e quando passando muiér iéu deu assubiu, muiér zoiô pra iéu e iéu falô pra iéla, Gata, você caga na areia? Desgracéra Mésmo!!! perdi as conta da quantidade de palavron que a muiér disse pra iéu, só faltô me mandar lamber sabugo!

Publicado na edição 1160 – 25/04/2019

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*