Home / Colunas / Isidorio Duppa / Coceira indiscreta

Coceira indiscreta


Comé que izistindo coisa que incomodando as pessoa nas hora mais incômoda, das véis sendo uma mosca lazarénta que non desgrudando, otras véis séndo um baruinho que non se sabendo de onde vindo, tornera pingando, das véis sendo uma muiér que non parando de falar, uma ponta de unha mal cortada quando enroscando na blusa, meia quando ingulida pela bota, calo nos calcanhar que fazendo gente andar que nem cantor de rock, e iestas pequena coisa dechando povo iritado, mais se izistindo coisa no mundo que mais incomodando sendo cocéra no fiofó e o pior, na hora que non podendo dar um jeito na desgraçada. Iéu confessando, das véis me dá uma cocerinha no precisoso na hora mais difice, domingo passado iéu passando missa intera sofrendo, apertava as perna, me torcia pra tudo quanto sendo lado, na consagraçón iéu pensando que sendo a oprutunidade já que tudo mundo baxa cabéça e fechando os zóio, disfarçô pegando lenço no bolsão de trais da calça pra dar uma caçadinha mas non teve jeito, muiér de trais de iéu deu uma tussidinha e estando com os zóio bem aberto, se achegando hora da comunhon iéu entrando na fila trançando as perna que inté padre pensando que iéu estando bêbado non me dando hóstia, iésta sendo a missa que iéu mais pagando pecado na vida, coisa só se acalmando quando pegando mato na volta pra casa e resolvendo parte do poblema com sabugo. Outra véis a cocéra me dando no ômbinus, iéu sentadon do lado duma moça e fiofó parecendo furmiguero, iéu se fingiu que estando tendo um ataque capilético só pra acalmar e dava uns pulinho pra tudos lado, poblema que quanto mais roçava bunda no banco fazendo aqueles baruio parecido com peido, imagina de ponhasse a mon no benedito? Motorista parando ômbinus e me jogando pra fora por falta de educaçón. Mais na maioria das véis resolvendo poblema com uma coçadinha discreta, com dedo indicador dereito mesmo, se enfiando por debaxo da cueca e fazendo uma massage rápida mas eficente, sendo alivio imediato, poblema só sendo quando aparecendo um cunhecido e comprimentado com aperto de mon, non tem como avisar do perigo que iéle corendo, por iesto que iscrivinhando iésta culuna, ansim, quando vossé me encontrar na rua sendo mais adequado cumprimentar de longe, non sendo falta de educaçón, sendo precauçón pra non dar merda.

Publicado na edição 1171 – 11/07/2019

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*