Home / Colunas / Padre André Marmilicz / A força da motivação

A força da motivação

O ser humano foi criado por Deus e veio a esse mundo para deixar marcas pessoais na história. Cada um, com o seu jeito de ser e de viver, faz a diferença, e fazendo a diferença, ajuda o mundo a ser melhor. Ninguém veio ao mundo por acaso, mas é um projeto de Deus a serviço da construção do seu Reino. Somos seres pensados e muito amados por Deus, criados à sua imagem e semelhança, devendo então colocar nossos dons, potencialidades e capacidades a serviço dos nossos irmãos.

No entanto, para fazer algo por esse mundo, é fundamental que a pessoa esteja motivada, pois é isso que determina a sua ação. Sem motivação, nos sentimos desanimados, parados e tudo parece perder o sentido e a razão de ser. Motivados, pelo contrário, nos colocamos a caminho, como homens e mulheres de esperança, acreditando ser possível o mundo transformar. Ela é simplesmente chave para qualquer trabalho, empreendimento, relacionamento, construção, enfim, ela move a nossa vida.

A motivação é um processo interno que move o ser humano em vista de uma ação, de um objetivo, e faz com que ele supere inúmeras barreiras, mesmo aquelas que aparentemente são intransponíveis. Definimos uma pessoa motivada quando ela inicia, dirige e sustenta uma ação. Muitas pessoas começam um trabalho, um estudo, mas no decorrer do processo desanimam por causa das dificuldades que vão surgindo. Isso é sinal de que não estão suficientemente motivadas, não existe dentro delas uma força interior capaz de resistir diante das intempéries e imprevistos de determinado empreendimento. Quantas obras iniciadas, mas não acabadas, por falta de uma determinação interior. As pessoas motivadas resistem, enfrentam, sentem a dor, o limite, mas são disciplinadas e vão até o final. Só pode comemorar uma vitória quem for fiel até o fim.

Percebo que hoje faltam motivações profundas para as pessoas, aquelas que brotam do interior e que vale a pena cultivá-las. Quando alguém faz a experiência de concluir um projeto, viverá a experiência de ser capaz e isso fortalecerá a sua estrutura interior. Pelo contrário, quando alguém inicia e nunca termina, sente-se fragilizado e fará a experiência de ser incapaz, e assim viverá a síndrome da baixa autoestima.

Por detrás de uma motivação existe sempre um objetivo, uma meta, uma missão, uma razão de ser daquele empreendimento. Se isso não for claro, facilmente desanimaremos diante das dificuldades que surgirem no meio do caminho. Falo isso, porque no domingo passado, eu e o meu sobrinho fizemos a nossa romaria, mesmo diante de muita chuva e frio. Havia uma motivação muito grande e isso nos impeliu a caminhar. No meio do caminho poderíamos desistir, pois a chuva tornava a caminhada mais pesada e dolorosa, inclusive causando algumas bolhas nos pés. No entanto, o objetivo que nos levou a caminhar foi o fator motivador que nos fez vencer as poças, as espirradas de águas provocadas pelos caminhões, e no final, a vitória que nos encheu de alegria e de muito orgulho.

Assim é a vida, porque quando estamos motivados, os desafios não são motivos de desânimo, muito pelo contrário, quanto maiores, mais forte será o nosso desejo e vontade de superá-los. Nada detém uma pessoal altamente motivada. Ao longo da vida, pude constatar em diversas circunstâncias essa verdade e sempre me saí mais fortalecido interiormente. E isso me fez acreditar em novas conquistas, na busca constante de outros desafios de forma contínua e ininterrupta. Motivados, somos capazes de coisas extraordinárias e vamos muito mais longe do que podemos imaginar. A motivação é um fator determinante para o sucesso e a felicidade.

 

Publicado na edição 1111 – 03/05/2018

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*