Home / Colunas / Padre André Marmilicz / Ano novo. Esperança que renasce

Ano novo. Esperança que renasce

Como que num toque de mágica, o ano novo desperta em cada um de nós, a sensação de que as coisas vão melhorar; que nada será mais do que jeito que foi até então; que a situação material finalmente será equilibrada; que a relação na família tomará um novo rumo e novos ares; que os amigos serão mais valorizados; que haverá mais paz e harmonia em toda a terra; que novos tempos surgirão, mudando nosso jeito de ser, de viver e de se relacionar com o mundo e com as pessoas. É incrível, mas o ano novo tem este charme, este tom, este colorido tão especial, por vezes inexplicável. E como é bom voltar a acreditar, a esperar, a cultivar a certeza de que dias melhores nos esperam pela frente.

Tempo de avaliar aquilo que ficou para trás, no bem e no mal. O que foi bom, a tendência é que seja melhor ainda; o que foi ruim, a esperança é de que seja diferente no ano que se inicia. E se não fosse assim, certamente o ser humano perderia facilmente o seu brilho, o seu encanto e a vida tornar-se-ia tão rotineira, chata, fria e vazia. É algo simplesmente espetacular poder renovar a alegria, o entusiasmo, o otimismo de que tudo poderá ser melhor, e nada mais será do jeito que já foi um dia. É maravilhoso este olhar que gera vida nova, que nos desperta da letargia e nos possibilita novos tempos e novos dias.

Que bom nós termos esta possibilidade anual de nos revermos interiormente, de nos munirmos de novos projetos e de alimentarmos novos sonhos. Isso reanima a nossa existência e nos faz crer que um mundo diferente ainda é possível. Nós nos saudamos, abraçamos, e desejamos um ano próspero e que tudo se realize no ano que vai começar. É fantástico tudo isso, como se fosse uma criança apenas nascida, com tudo pela frente e com todas as possibilidades de realização plena. É assim que nós nos sentimos e é assim que nós nos comunicamos com os outros. É bom demais poder viver a experiência de um novo ano, descortinando tantas possibilidades e tantas realizações no cotidiano da nossa existência.

Sorria para o ano que está começando, na certeza de que ele poderá ser o melhor da sua vida. Afinal, tantas coisas dependem de você, do modo como você decidir se posicionar nos bons e maus momentos. Claro, tanta coisa estará fora do seu alcance, e você simplesmente sentir-se-á impotente e incapaz de mudar o rumo da história. No entanto, tanta coisa dependerá exclusivamente de você e isto você não poderá delegar aos outros. Assuma então o controle da sua vida, como a causa e não como consequência. Seja proativo, dirigindo o rumo da sua vida e não reativo, colocando a culpa encima dos outros. Saber-se senhor da própria história, ajudará você a responder por suas palavras e por suas ações.

Encare os desafios que serão muitos ao longo do ano, de modo otimista, positivo na certeza de que existe solução para todos os problemas. Busque saídas conscientes em vez de reclamar, chorar ou desanimar. O jeito que você enfrentar os problemas e adversidades, fará toda a diferença. E isto sim, depende de você. Você tem o poder de atrair as coisas boas ou más, dando o colorido que você conscientemente escolher. Sonho com um mundo onde cada um sinta-se responsável pelos seus atos, pelos seus gestos e por suas palavras. Um mundo feito de otimismo, coragem e de esperança. Um mundo feito de irmãos que se ajudam, respeitando as diferenças que existem e que são naturais. Um mundo onde o diálogo aproxima as pessoas e une os corações. Um mundo onde todos tenham condições de viver dignamente. Sei que sonho demais, mas o que seria da vida se não existissem os sonhos? Feliz 2018.

 

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*