Home / Colunas / Padre André Marmilicz / As podas em nossa vida!

As podas em nossa vida!

Uma das belas recordações que eu tenho da minha infância é o parreiral cultivado pelo meu pai, de onde brotavam uvas saborosas, e destas uvas amassadas com os pés, o vinho colonial. Neste processo, lembro-me muito bem, meu pai contava que era fundamental a poda da parreira, para produzir a seiva e desta o broto que se transformava num ramo que produziria a uva. Caso isso não acontecesse, no período certo e todos os anos, com o tempo, ela deixaria de produzir os frutos, e não teria mais nenhuma utilidade.

A imagem da parreira sempre fez parte do meu universo simbólico, aplicando-a para a educação familiar e a educação de modo geral. Sempre me chamou atenção a poda, tão necessária e fundamental. Sem ela, a parreira com o tempo simplesmente deixaria de produzir a uva. Da poda com a tesoura, brotava a seiva, uma espécie de choro, e deste, o broto depois as flores, as folhas e enfim, a uva. As podas são dolorosas para a parreira, mas sem elas a parreira seca, morre e deixa de produzir as uvas.

A nossa vida também precisa de podas, para que possamos crescer de modo harmonioso e produzirmos os frutos das boas obras do amor, do perdão, do respeito e da honestidade. Desde cedo, elas devem ocupar um espaço em nossa educação familiar. Lembro-me bem das inúmeras podas, ou seja, os limites provenientes da educação dos meus pais. Ouvir um não tantas vezes era doloroso, mas fundamental. Levava a refletir e a perceber que eu não podia ter tudo o que eu quisesse, esperando também o momento certo para desfrutar de algumas coisas. As podas sempre foram dolorosas, mas hoje agradeço-as, porque me fizeram entender que na vida existem limites, que nos ensinam a respeitar os outros.

Percebo hoje uma educação temerosa para impor limites, como se eles fossem traumatizar, e os pais de hoje, não querem criar traumas em seus filhos. Ledo engano! As podas não traumatizam ninguém, quando feitas com amor, com ternura e com carinho. Um filho que nunca foi podado, com certeza, será um grande problema para os seus pais no futuro. A poda provoca um choro, que é a seiva e é ela que produzirá os frutos. Filhos necessitam de podas no tempo certo, a fim de crescerem de modo harmonioso e saudável. Quem ganha tudo sem nenhum esforço, nunca aprenderá a valorizar a vida. Quem sempre ouve a palavra ‘sim’ para tudo, não estará preparado para ouvir os inúmeros ‘não’ da sociedade ao longo da sua vida.

As podas se fazem necessárias numa vida comunitária, através da correção fraterna. Mesmo adultos, necessitamos diariamente das podas para nos mantermos vivos e produzindo boas obras. A palavra de Deus também é uma tesoura necessária para mudarmos o rumo da nossa vida. Os bons livros nos ajudam a perceber os nossos erros e nos orientar para um jeito de ser e de viver diferente. Diariamente somos chamados a mudar, a rever as nossas atitudes e direcionarmos o nosso caminho para o bem. Para continuarmos produzindo frutos, precisamos de uma renovação continua, tanto no campo intelectual, como emocional e espiritual. Quem se diz pronto, terá enormes dificuldades de uma correção, de uma chamada de atenção, e se colocará numa atitude de defesa. É preciso ter humildade para aceitar as podas, venham de onde vierem, a fim de nos renovarmos e sermos uvas saborosas. Tantas pessoas são amargas, levianas ou egoístas, porque não produzem bons frutos. Sejamos pessoas abertas para a mudança, para a transformação e passemos pelo mundo produzindo bons frutos.

 

 

 

Publicado na edição 1110 – 26/04/2018

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*