Preparai o caminho para o senhor | O Popular do Paraná
Home / Colunas / Padre André Marmilicz / Preparai o caminho para o senhor

Preparai o caminho para o senhor

João Batista foi escolhido por Deus para ser esta voz que grita no deserto, pedindo a conversão, porque o Messias, o Salvador está chegando. Muitos vão até ele, para escutá-lo e colocam-se abertos para a mudança, para uma vida nova, a fim de viverem plenamente a chegada do Filho de Deus. Com voz forte, por vezes dura e até ríspida, usando roupas simples e rústicas, ele prega e anuncia a chegada do Senhor. Desperta tanta curiosidade e encanto em muitos, a ponto de acharem que ele seria o Messias esperado. E ele responde dizendo que não é digno nem de desamarrar a correia das suas sandálias. Ele tem plena consciência da sua grande missão, como aquele que prepara o caminho, mas que não é o caminho.

Seguindo o exemplo deste grande profeta, hoje nós somos chamados a preparar o caminho para a chegada do Salvador. Como todos os anos, novamente ele está chegando para transformar as nossas vidas e ser uma luz em nossa caminhada. Como cristãos, o nosso modo de preparar-nos para o Natal, é muito diferente daqueles que não acreditam em Deus. Para aqueles, este período assume um tom mais material, com cara de papai Noel, muito mais preocupados com as vendas do que com o coração. Natal bom para estes, é aquele que vende bem, não importando se houve ou não mudança na vida das pessoas.

Preparar o caminho para a vinda do Senhor é também, a exemplo do Batista, ir para o deserto e deixar-se moldar interiormente. Deserto é o lugar do encontro com Deus, do silêncio, da conversa com o divino, numa atitude de abertura e de conversão. O bom cristão é aquele que se pergunta no que deve ser melhor, o que deve mudar em sua vida, o que fará para ajudar o mundo a ser irmão. Por vezes, dada a indiferença dos cristãos com o sofrimento do outro, parece que não encontramos diferença entre quem crê e quem não crê em Deus.

Muito mais do que meramente práticas religiosas, ritos e usanças, o cristão se prepara para o Natal, abrindo o seu coração a uma transformação interior. Isto se dá através do silêncio onde a oração atinge o seu ápice, mas que não se fecha apenas em gestos externos, mas se faz perceber num amor intenso para com aquele que mais necessita. A mudança de vida requer este gesto de caridade, de ajuda, de preocupação com aquele que sofre, seja material ou espiritualmente. No terceiro domingo do advento, os cristãos são convidados, através de um gesto concreto, ajudar na campanha da evangelização. Este dinheiro arrecadado irá para lugares onde a missão tem dificuldades de acontecer, por falta de recursos materiais.

Preparar a vinda do Salvador, é sair da indiferença, do comodismo, do individualismo, do egoísmo, de pensar somente em si mesmo e nas suas vantagens, para colocar-se aberto às necessidades do irmão. Pode ser uma cesta básica, uma oferta generosa em prol da evangelização, ou então, uma visita a um asilo, a um lugar onde se encontram irmãos abandonados e excluídos da sociedade. Requer então uma transformação interior que se manifesta numa ação social.

Talvez, como nunca em outros tempos, dado o agito exterior, a correria desenfreada, a preocupação exagerada com os problemas do dia a dia, precisamos ir para o deserto. E isto quer dizer silenciar, parar, rezar, deixar-se moldar pelo amor de Deus. Uma oração quando vivida de modo profundo e verdadeiro, nos levará ao outro, ao mais necessitado, como gesto de amor, carinho, ternura e solidariedade. Preparai o caminho do Senhor. Ele está chegando.

Sobre Redação

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO

Seu endereço de email não será publicado. Os campos requiridos são marcados com *

*