Home / Colunas / Sinal Verde

Sinal Verde

Foi na semana passada, dirigia pela rua Carlos Hasselmann, passei sob a trincheira da BR-476, virei a direita na rua Julieta Vidal Osório e cheguei ao cruzamento com a rua Rodolfo Hasselmann. Ali, parei, dei seta indicando conversão à esquerda e, de repente, notei que a Prefeitura havia mudado o sentido da Rodolfo Hasselmann, proibindo a conversão à esquerda. – Droga!, balbuciei. Desliguei a seta e coloquei-me a pensar: como, em Araucária, mudam-se os sentidos das ruas do dia para a noite. É incrível.

Neste caso, no entanto, confesso que a minha indignação por não poder seguir o caminho que havia inicialmente traçado, durou pouco. Alguns minutos depois, conclui que a alteração na rua Rodolfo Hasselmann era coerente, vez que facilitará – desde que os motoristas colaborem – o acesso à Rodovia do Xisto, desafogando, por conseqüência, o trânsito na rua São Vicente de Paulo, hoje a principal saída da cidade rumo à Curitiba.

Aproveitando o assunto, é importante ressaltar que não me lembro de uma administração que tenha promovido mudanças tão coerentes e necessárias no sistema viário do Município. E, antes que alguém diga que sou jovem e minha memória é curta, aviso que conversei com várias pessoas, mais velhas do que eu, mas que têm a mesma impressão do que a minha. São semáforos sendo instalados em vias realmente necessárias, sincronização destes equipamentos de modo que o tráfego flua melhor, mas sem prejudicar a segurança dos motoristas e pedestres, e manutenção da sinalização viária. Além das melhorias já visíveis, a Prefeitura também se preocupou em regulamentar a legislação municipal de trânsito, criar o Estacionamento Rotativo e realizar concurso público para contratação de agentes de trânsito. Tais novidades, com certeza, serão implantadas em nossas ruas muito em breve, beneficiando toda a nossa população.

Todas essas melhorias são alentadoras, ainda mais considerando o total descaso que houve com o trânsito do Município na gestão que antecedeu a atual. O ex-prefeito, Olizandro Ferreira, primeiro errou ao fundir (eu disse: fundir) as secretarias de Obras Públicas com Urbanismo, criando a monstrenga da Secretaria de Obras e Desenvolvimento Urbano. Depois, errou ao colocar em seu comando, durante grande parte do mandato, um secretário que pouco se importava com a parte de Urbanismo da pasta, relegando o setor a um terceiro (quarto, quinto…) plano. Resultado: tivemos quatro anos de total inoperância no que diz respeito ao sistema viário da cidade, sendo que a principal medida tomada pelo titular da pasta no que diz respeito ao trânsito foi a temerária decisão de diminuir de quatro para dois tempos o semáforo do cruzamento das ruas Manoel Ribas com São Vicente de Paulo, o que provocou diversos acidentes na época.

Agora, felizmente, temos uma Secretaria de Urbanismo que está pensando o trânsito do Município a curto, médio e longo prazo. Isto é excelente. Ponto para Zezé!

E, vocês, amigos leitores, o que pensam sobre o trânsito de Araucária. Deixem suas opiniões. Até semana que vem!

Sobre Waldiclei Barboza

Waldiclei Barboza
Waldiclei Barboza é jornalista da editoria de Política de O Popular do Paraná desde 2005. Sempre às quintas-feiras, publica neste espaço e na edição impressa de O Popular uma Coluna sobre o dia a dia da política local.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*