Rui, a filha e o genro viram réus em nova ação proposta pelo MP | O Popular do Paraná
Home / Rui, a filha e o genro viram réus em nova ação proposta pelo MP

Rui, a filha e o genro viram réus em nova ação proposta pelo MP

O Ministério Público de Araucária apresentou no final do mês de março uma nova ação criminal contra o ex-prefeito Rui Sérgio Alves de Souza (PTC) por nova prática dos crimes de concussão e peculatos. A novidade desta vez é que, além dele, também se tornaram réus sua filha, Fernanda Buffon Alves de Souza e o marido dela, Huill Scheiffer de Faria, que por consequência é genro do ex-chefe do Poder Executivo municipal.
Segundo apurou nossa reportagem, a denúncia foi recebida pelo juiz Sergio Bernardinetti, da Vara Criminal de Araucária, na quarta-feira, 5 de abril. Os documentos que embasaram esta nova investida do MP teriam sido extraídas do próprio celular de Rui em 20 de dezembro do ano passado, quando foi deflagrada a operação Fim de Feira.
Na nova ação, assinada pelos promotores João Carlos Negrão e Fernando Cubas Cesar, Rui, sua filha e o genro praticados os crimes de peculato e concussão por mais de uma vez. Isso porque o trio teria se aproveitado da condição de prefeito exercida pelo primeiro para lesar o erário municipal.
Nos autos, conforme apurou O Popular, os promotores apresentam mensagens trocadas entre Rui e a filha em que ela pede que o pai nomeie Huill para um cargo em comissão na Prefeitura. Fernanda ainda argumenta que o CC precisa ser o “melhor possível” e pede para que o prefeito não “economizasse” na simbologia da função, pois ela e o namorado precisavam colocar as contas em dia.
Conforme pedido pela filha, Rui nomeou Huill, num cargo de CC-1, cujo salário beirava os R$ 10 mil. O MP afirma, no entanto, que Huill não cumpriu as funções para o qual foi nomeado e sequer dava expediente na Secretaria de Obras, onde estava lotado.
Ainda conforme o MP, em outra oportunidade, Fernanda ainda pediu que o pai nomeasse uma amiga sua, de nome Elaine Fernanda Hefler de Melo, para um cargo de CC-1 na Prefeitura, sendo que esta teria que repassar para a filha do prefeito 70% do valor recebido.
Prisão
Por conta da nova denúncia, Rui teve decretado em seu desfavor outro mandado de prisão. O terceiro desde 20 de dezembro. Já Fernanda e Huill poderão responder aos crimes que lhe são imputados em liberdade.
Outro lado
Questionados sobre o assunto, Huill e Fernanda disseram que até o momento desconhecem qualquer ação que haja contra os dois. “Esclarecemos que absolutamente nada existe de concreto contra nós dois. Sequer fomos intimados para responder qualquer eventual processo. São, tão somente, especulações em torno de nossos nomes”, informaram.
O advogado do casal acrescentou também que, mesmo se houvesse qualquer procedimento contra os dois, “em tempo hábil eles se defenderão, pois não existe nada que possa desabonar a imagem de ambos. São pessoas trabalhadoras, e honestas”, informou em nota.
Texto: Waldiclei Barboza

Sobre Redação

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO

Seu endereço de email não será publicado. Os campos requiridos são marcados com *

*