Compartilhe esta notícia
Foto: arquivo O Popular

21,36 candidato por vaga. É esta a concorrência que os interessados em ficar com uma das onze vagas de vereador disponíveis na Câmara a partir de 2021 terão que enfrentar no próximo domingo, 15 de novembro, quando quase 100 mil araucarienses devem ir as urnas para escolher seus novos representantes tanto no Executivo quanto no Legislativo para o quadriênio 2021-2024.

Especificamente sobre as eleições para o legislativo municipal, o número de candidatos neste ano apresentou aumento superior a 20% quando comparado ao processo eleitoral de 2016. Entre as razões para esse aumento estão o fim da possibilidade de coligações proporcionais, o que obrigou cada partido a tentar lançar chapa completa, aumentando as chances de se alcançar o quociente eleitoral, e, também, o reajuste no valor do salário pago aos ocupantes de uma cadeira na Câmara. Atualmente, os edis ganham pouco mais de R$ 5 mil e os que forem eleitos nesse domingo ganharão a partir de janeiro quase R$ 10 mil por mês.

A corrida por uma vaga na Câmara teve inicialmente 242 inscritos. Destes, três renunciaram: dois candidatos do PDT e um do Republicanos. O primeiro fez a substituição dos desistentes, voltando a ter chapa completa. Outros cinco candidatos tiveram o registro de candidatura negado pela Justiça Eleitoral, sendo que não recorreram dessa condição. Houve ainda outros cinco que também tiveram a candidatura indeferida, mas como recorreram estão com seus nomes na urna e puderam seguir com sua campanha, fechando a conta em 235 candidatos.

Abaixo, O Popular publica a relação com alguns dos dados desses 235 candidatos a vereador, como nome, número, partido pelo qual concorrem, gênero, data de nascimento, estado civil, raça, escolaridade, patrimônio declarado e se já foi candidato anteriormente.

Texto: Waldiclei Barboza

Publicado na edição 1238 – 12/11/2020

Compartilhe esta notícia
Fechar anúncio