Início / Colunas / A democratização dos buracos

A democratização dos buracos


Pelo menos com relação ao estado de conservação das ruas de Araucária, ninguém poderá dizer que o prefeito Zezé beneficia este ou aquele bairro da cidade. Zezé é justo. Ele democratizou a buraqueira. Não interessa em qual bairro estiver a rua, é quase certeza que, ao longo dela, alguns buracos existirão a perturbar a vida do pobre motorista pagador de impostos. Foi-se o tempo em que somente os moradores dos bairros mais distantes do município podiam se gabar de terem sido esquecidos pelo Poder Público. Hoje não. Aqueles que moram no centro e na periferia convivem com os buracos, aqueles que residem na área rural também têm seus próprios buracos nas estradas mal ensaibradas e assim por diante. Fomos todos esquecidos. É a isonomia do descaso. A buraqueira já é algo universal por estas bandas. Todos foram beneficiados. Há quem diga, inclusive, que tem até vereador preparando projeto de lei concedendo título de cidadão honorário para os buracos, tamanha é presença deles na Cidade Símbolo do Paraná.
 
O problema da buraqueira em Araucária é justamente obra da desorganização e da incompetência administrativa que fixou residência nas repartições públicas da Prefeitura já há alguns anos. Afinal, é inconcebível que a Secretaria de Obras leve nove meses para conseguir fazer uma licitação para compra de massa asfáltica e contratação de mão de obra para operações tapa-buracos. A conversa fiada de que é primeiro ano de gestão não pode mais servir de desculpa para termos doze meses de ruas esburacadas. Buraco em rua é algo previsível e precisa ser tapado assim que aparecer. Do contrário, a cratera aumenta, aumenta e logo toma conta da rua inteira, como já está acontecendo em várias vias da cidade. Outro ponto que preocupa são os buracos abertos em asfaltos feitos recentemente em Araucária. É preciso que a Prefeitura acione as empreiteiras responsáveis por essas pavimentações e cobre delas a manutenção dessas vias, afinal, elas têm que dar garantia pelo serviço que fizeram por um prazo de cinco anos depois que a obra foi entregue.
É, fica a dica. Nossa esperança agora é que a Prefeitura faça seu trabalho antes que toda a cidade vá para o buraco, literalmente.
 
Dê sua opinião (ou apenas dê uma passada para olhar a opinião dos outros) sobre a buraqueira em Araucária no site oquevocenaosabia.com.br. Façamos lá uma terapia de grupo para tentarmos entender o que acontece com esta cidade.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*