Início / Colunas / Sismmar / A importância da luta feminista

A importância da luta feminista


Muito se fala, com relação ao dia 08 de março, sobre homenagens às mulheres. Ganhamos parabéns, flores, presentes. Mas qual é a origem e os motivos pelos quais essa data existe?

Historicamente, o dia 08 de março é uma data de luta pelos direitos das mulheres. Direito à igualdade. Respeito. Fim da opressão. Marcada há mais de 100 anos, iniciada movimentos de mulheres trabalhadoras de fábricas que já naquela época lutavam por esses ideais.

Ainda hoje, as mulheres sofrem nos locais de trabalho. Não somente com assédio moral e sexual. Sofrem pressão muitas vezes por conta de suas gestações ou licenças para cuidar dos filhos. Aqui cabe uma pergunta: – Por que se coloca como dever da mulher cuidar dos filhos doentes? O homem não tem esse dever da mesma forma?

Além disso, em situações de crise, as mulheres são as primeiras a serem despedidas – justamente pelo maior índice de afastamentos relacionado à maternidade. Nos empregos informais (sem carteira assinada), as mulheres são maioria. Isso também as coloca em situação vulnerável: sem garantias, sem salário fixo, sem proteção das leis.

Outro dado importante: as mulheres costumam ter maior tempo de estudos, porém é muito comum ganharem menos que os homens. Principalmente em cargos de chefia.

Mais preocupante são pessoas que costumam repetir (sem conhecer, ou sem pensar) que o feminismo não é necessário. Essa fala é mais comum entre homens. Deixamos aqui algumas reflexões:

– Já deixou de usar certa roupa com medo de andar em lugares menos movimentados e perceber que uma ou mais mulheres caminham em sua direção?

– Já pensou em deixar de usar determinada roupa com medo de sofrer assédio? Mesmo sabendo que você tem direito de andar como quiser, onde quiser?

– Já se sentiu intimidado em qualquer lugar (um restaurante ou no banco, por exemplo) pela forma como alguém te olha?

Todos os dias mulheres sofrem, senão com o abuso propriamente dito, com situações do cotidiano, e SOMENTE porque nasceram mulheres.

No Brasil, a cada 4 minutos uma mulher é vítima de agressão. Uma mulher é assassinada a cada duas horas no Brasil. No Paraná, 9 em cada 10 casos registrados de violência contra a mulher são casos de estupro.

Assustador? É pior ainda. Estima-se que somente 10% das situações de violência sejam registradas. Por que? Porque elas têm medo. A maioria dos casos partem do próprio marido, namorado, companheiro ou alguém da família. Elas são ameaçadas e sabem que nem sempre a lei consegue protegê-las como deveria.

Por isso, reforçamos: mais do que homenagens, queremos respeito!

 

Publicado na edição 1103 – 08/03/2018

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*