Home / Notícias / Geral / Alagamentos atingiram mais de 80 pessoas neste final de semana

Alagamentos atingiram mais de 80 pessoas neste final de semana


Foto: Marco Charneski

Foto: Marco Charneski

O final de semana foi tenso em Araucária com registros de vários pontos de alagamentos provocados pelas chuvas. A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros tiveram bastante trabalho para atender as inúmeras reclamações que chegavam de todos os cantos da cidade. Leitores do Jornal Popular também enviaram fotos para a redação, mostrando a situação caótica de algumas ruas de seus bairros.

De acordo com informações do coordenador da Defesa Civil de Araucária, Laurency Casagrande, no total foram nove chamadas atendidas e 83 pessoas afetadas. Na Rua Londrina, Jardim Iguaçu, seis pessoas ficaram desalojadas. Outras cinco pessoas tiveram que deixar suas casas na Rua Clairval Teixeira, esquina com a Jean Becue, no Jardim Serra Dourada. “O chamado neste endereço foi um dos mais complicados, atendemos um deslizamento que atingiu uma casa com cinco pessoas. Tivemos que interditar a residência, pois havia risco de novos deslizamentos”, comentou Casagrande.

Na Rua Jorge Saad, Jardim Monalisa, 50 pessoas foram atingidas. Mais duas casas sofreram as conseqüências das chuvas na Rua Carlos Vicente Zapxon, no Jardim Esperança, onde o muro de um CMEI em construção desabou. “O muro acabou atingindo duas residências e nove pessoas foram afetadas”, pontuou o coordenador. Outra queda de muro foi registrada na Rua Saliba Mhery, no bairro Vila Nova e três pessoas foram afetadas.

Ainda devido ao mau tempo, duas árvores caíram, uma na Rua São Vicente de Paulo, próximo à Escola Werka, e outra na Avenida Victor do Amaral, próximo à Casa China, ambas na região central.

A Defesa Civil também auxiliou os trabalhos dos bombeiros na Rua Pingüim, esquina com a Avenida Avestruz, no Jardim Industrial, e na Rua Bahia, no Jardim Iguaçu, onde ruas foram alagadas e 10 pessoas foram afetadas.

Segundo fotos enviadas pelos leitores, na Rua João Kmiecik, no bairro Barigui, choveu tanto que a via virou um lago e teve até gente que resolveu levar na esportiva e arriscou um passeio de caiaque. Também foi crítica a situação na Rua Maria Edite de França, continuação da Oscar da Silva Lisboa, no Jardim Monalisa. A via ficou alagada e faltou pouco para a água invadir as casas.

Na região central, na Rua Rodolfo Hasselmann, próximo à loja Só Colchões, um buraco gigante se abriu na calçada por conta da força das águas. O local já foi sinalizado para evitar acidentes com pedestres, mas todo cuidado ainda é pouco.

Texto: Maurenn Bernardo

Sobre Redação

Redação

One comment

  1. Avatar

    É triste em alguns casos, mas em outros como esse da casa laranjada, está a menos de 1 metro do rio e acha que quando chover não vai acontecer nada? tenha santa paciência!

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*