A Matemática para muitos estudantes é um “bicho de sete cabeças”, mas não para o Gabriel Piccioni, 14 anos, aluno do Colégio Estadual Professor Júlio Szymanski, que já mostrou ter habilidades com os números. Ele conquistou medalha de ouro na Olimpíada Paranaense de Matemática – OPRM 2019, condecoração que foi entregue na quinta-feira, 28 de novembro, em cerimônia realizada no Teatro Bom Jesus, em Curitiba. Ele ainda comemorava a conquista quando recebeu a notícia de que também havia sido premiado na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas – OBMEP 2019, dessa vez com a medalha de prata. Gabriel foi o único aluno de escola pública de Araucária a estar entre os vencedores da OBMEP.

Empolgado com as recentes conquistas, o estudante disse que tem planos maiores para o próximo ano. Pretende participar da OPRM, da OBMEP, da OBM (Olimpíada Brasileira de Matemática), OBA (Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica), Canguru e OBFEP (Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas). “Foi gratificante conquistar essas medalhas, fiquei orgulhoso em ver que meu esforço valeu a pena. Sei que se eu me dedicar mais posso chegar ainda mais longe”, comemorou.

A OPRM é organizada pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e conta com o apoio do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa) e da Fundação Lemann. A OBMEP é um projeto nacional dirigido às escolas públicas e privadas brasileiras, realizado pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada – IMPA, com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática – SBM, e promovida com recursos do Ministério da Educação e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações – MCTIC.

Texto: Maurenn Bernardo

Foto: divulgação

Publicado na edição 1192 – 05/12/2019