Início / Notícias / Geral / Araucária institui Sala de Coordenação para intensificar ações de combate à Febre Amarela

Araucária institui Sala de Coordenação para intensificar ações de combate à Febre Amarela


Na manhã da última quinta-feira, 6 de fevereiro, a Prefeitura de Araucária instituiu, por meio de decreto, a Sala de Coordenação e Controle de Ações de Resposta à Emergência da Febre Amarela. Trata-se de um grupo de trabalho com representantes de diversas secretarias municipais para a realização de ações preventivas de maneira articulada visando evitar a introdução do vírus em área urbana, prevenir o surgimento de casos da doença em humanos e intensificar ações para atingir a meta de vacinação de 95% da população-alvo. Conforme informações da Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), até o fim de 2019, Araucária tinha uma cobertura vacinal contra a Febre Amarela estimada em 65%. A doença pode levar à morte por hemorragia.

O amplo trabalho previsto inclui mobilização da comunidade, ações de comunicação, levantamento e monitoramento de dados epidemiológicos, integração de equipes e profissionais de diversas áreas. Com a confirmação da 1ª morte de macaco na área rural do município por febre amarela, o município passou a intensificar as ações preventivas que já realizava. Outros sete casos de morte de macacos estão sob análise. A morte desses animais pode indicar a presença de mosquitos infectados com o vírus na localidade. Os macacos são vítimas da doença assim como os humanos.

Na área rural, a preocupação das equipes de saúde é localizar pessoas que ainda não contam com a proteção da vacina, único meio eficaz de proteger da doença. A SMSA reforça a importância de que pessoas de 9 meses a 59 anos tenham recebido a vacina. Quem trabalha, estuda, passeia, pesca ou vai a eventos na área rural, mesmo que esporadicamente, precisa estar protegido. No caso das crianças, a vacina contra a febre amarela já está prevista no calendário (em duas doses). Em regiões onde há evidência da circulação ativa do vírus da febre amarela, como na área silvestre de Araucária, as pessoas maiores de 60 anos poderão ser vacinadas após avaliação pelo serviço de saúde que verificará se a pessoa possui doenças que contraindicam a vacinação. Quem não tem a dose ou não sabe se tomou deve buscar orientação na unidade básica de saúde.

Todas as unidades básicas de saúde de Araucária contam com vacinação contra a febre amarela de segunda a sexta-feira. O Paraná está em área com recomendação de vacinação contra a febre amarela desde julho de 2018. Os profissionais de saúde podem esclarecer quaisquer dúvidas sobre quem pode ou não ser vacinado. Após a vacina, o organismo leva 10 dias para criar os anticorpos que garantem a proteção. No dia 15 de fevereiro (sábado), todas as unidades básicas de saúde da área urbana de Araucária estarão abertas, das 8h às 17 horas, exclusivamente para a vacinação contra o Sarampo e a Febre Amarela. A orientação é para levar a carteira de vacinação e um documento de identificação com foto à UBS.

Febre de início súbito (maior que 37,8°C), dor de cabeça, mal estar, calafrios, tonturas, dor lombar podem ser sinais de várias doenças, inclusive da febre amarela. Por isso é muito importante que o morador vá a uma unidade de saúde caso apresente os sintomas.

COLABORAÇÃO

O morador de Araucária pode comunicar aos órgãos de saúde da existência de macacos mortos por meio da Ouvidoria da Saúde: 0800-6437744. A colaboração dos moradores é fundamental para que as equipes de saúde avaliem se há risco ou não da doença na área. Macacos infectados pelo mosquito não transmitem a doença para o ser humano e, portanto, não há motivo para que sejam agredidos.

Texto: PMA

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*