Home / Notícias / Geral / Artistas locais iniciam projetos culturais gratuitos

Artistas locais iniciam projetos culturais gratuitos


Poucas sensações na vida se comparam a satisfação que temos quando ajudamos o próximo. Mais gratificante ainda é saber que nossas ações podem refletir em mudanças benéficas na vida de alguém. Nesse cenário, o trabalho voluntário é o que mais se destaca. Em Araucária, dois artistas resolveram fazer a diferença e iniciaram projetos culturais gratuitos, que podem transformar pessoas. Uma das iniciativas é do ator e diretor teatral Jester Furtado, que há cerca de um mês montou um grupo de teatro dentro do Colégio Estadual Professor Júlio Szymanski, que foi batizado de Juliusz.

Mais de 60 pessoas se inscreveram para participar da primeira turma, mas por questões de estrutura, o grupo fechou em 23 alunos. “Apresentamos a proposta e o diretor André Gotfrid aprovou. A ideia é proporcionar a iniciação teatral e a experiência do processo de montagem de um espetáculo. Somos um grupo de escola, que pode estimular outros colégios a formarem os seus também. O ideal seria que as escolas tivessem estrutura para contribuir de fato com a iniciação e o fazer artístico, mas a disciplina de Arte ainda é muito desprestigiada, muitas vezes reduzida a apenas uma linguagem artística”, observou Jester.

O projeto é totalmente gratuito, e os encontros acontecem aos sábados pela manhã, no próprio colégio. No momento o grupo não está recebendo novos integrantes, porque o elenco para uma possível apresentação de final de ano já está formado. Mas no próximo ano, conforme adianta o diretor teatral, novas vagas serão abertas. “Tenho trazido outros profissionais para trabalhar com eles, por exemplo, tivemos uma aula de técnica vocal com um profissional de música e pretendemos trazer outros técnicos de outras áreas para deixá-los tinindo”.

Música

Por falar em técnica vocal, o segundo projeto trata exatamente desse tema, e o mentor é o maestro Gabriel Machado, formado em Regência Coral pela Universidade do Arizona (EUA). Em outubro ele iniciou uma oficina de Canto Coral gratuita, e a procura foi tanta que já na mais vagas para a primeira e segunda turmas. Qualquer pessoa interessada em aprender canto coral pode participar do curso, cuja duração é de cinco semanas, com aulas na Escola de Gestão da Prefeitura, apoiadora da iniciativa. “No curso abordamos os princípios fundamentais do canto, assim como compartilhamos momentos musicais belíssimos. É bom ressaltar que qualquer pessoa pode desenvolver o seu potencial vocal, mesmo que ela acredite não ter talento. Com a devida orientação, toda voz pode ser melhorada”, explica o maestro.

Inscreva-se!

A segunda turma para a oficina de Canto Coral também já está com as vagas esgotadas, porém, as pessoas que tiverem interesse em participar devem preencher um cadastro através do link https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSczvAHl_BbcnUQwq0E7-8_TfANa0ePkiOU92-QZUzuq9dYtcA/viewform?usp=sf_link e aguardar na fila de espera, pois uma nova turma poderá ser aberta em breve.

Texto: Maurenn Bernardo

Publicado na edição 1188 – 07/11/2019

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*